sábado, 22 de julho de 2017

MOSSORÓ; Evangélico pode ter sido morto por engano no Belo Horizonte

RN-Politica.
Imagem
No início da noite de hoje, 21 de julho de 2017, a cidade de Mossoró, no Oeste do Rio Grande do Norte registrou mais uma morte violenta provocada por disparos de arma de fogo. Foi a morte de número 144 no ano. Comparando com o mesmo período no ano passado, temos 06 homicídios a mais em 2017.
Elias Nogueira de Andrade, 26 anos de idade, residente na Rua São José, foi morto com disparos de pistola, na calçada da residência de um familiar, na Rua Frei Bernardo, Próximo a Praça Wilma Maia, no bairro Belo Horizonte.
De acordo com familiares, Elias era Evangélico, trabalhava como pedreiro e não tinha envolvimento com ilícitos e pode ter sido morto por engano.
Segundo informações de populares, os elementos estavam numa motocicleta grande e pararam na esquina da rua. Um deles, armado de pistola veio até a calçada da residência onde a vítima estava sentada numa cadeira, efetuou os disparos e saiu andando com a arma na mão. O outro ficou parado aguardando o criminoso retornar.
Segundo o perito criminal Jader Viana, Elias Nogueira foi atingido com cerca de 5 disparos de pistola 380, a maioria pelas costas e não teve tempo de reagir.
O Drº. Valteir Camilo, Delegado de Plantão, ouviu familiares e algumas pessoas no local e acredita que o criminoso estava procurando um desafeto e terminou matando um inocente.
A polícia militar fez o isolamento do local para os procedimentos que foram realizados pelas equipes da Delegacia de Plantão e do Instituto Técnico-Cientifico de Perícia, “ITEP”, Unidade Regional de Mossoró, para onde o corpo foi removido e será necropsiado.

Fonte: O Câmera
Postar um comentário