segunda-feira, 17 de julho de 2017

PR-Geral.

O ministro da Saúde, Ricardo Barros, afirmou neste sábado (15) que o casamento da filha Maria Victoria, que é deputada estadual do Paraná pelo Partido Progressista (PP), “correu como deveria”.
Maria Victoria chegando ao casamento na noite de sexta-feira (14) (Foto: Giuliano Gomes/PRPRESS)
O evento realizado na noite de sexta-feira (14), em Curitiba, foi alvo de protesto, com “chuva de ovos”. Houve inclusive um confronto entre a Polícia Militar (PM) e os manifestantes.

Cerca de mil convidados foram casamento, sendo que a capacidade do Palácio Garibaldi é para 500 pessoas. O local é tombado pelo Patrimônio Histórico do Paraná.

“Nós estamos em uma democracia. Nada do que estava previsto deixou de acontecer no casamento a não ser que a noiva queria ir a pé da Igreja do Rosário ao Palácio Garibaldi, mas tudo correu como deveria e, evidentemente, a pré-candidatura da vice-governadora Cida Borghetti [PP] ao Governo do Paraná foi o motivo da reação da esquerda nesse momento”, afirmou o ministro. Cida Borghetti é esposa de Ricardo Barros e mãe de Maria Victoria.


Por meio de nota, Maria Victoria afirmou, assim como pai, que “tudo transcorreu dentro da normalidade”. A deputada lamentou as agressões físicas e verbais aos convidados e afirmou que é o “preço da democracia”.