quinta-feira, 31 de agosto de 2017

SÃO PAULO; Fumaça pode ter causado engavetamento na Carvalho Pinto

Agência Estado  SÃO PAULO  por AGÊNCIA ESTADO
SP-Transito.

D
uas pessoas morreram e 20 ficaram feridas em um engavetamento envolvendo 36 veículos na manhã desta quarta-feira, na Rodovia Carvalho Pinto, em Jacareí, no interior de São Paulo..


Um acidente envolvendo ao menos 34 veículos e duas carretas acabou com duas pessoas mortas na altura do km 75 da rodovia Carvalho Pinto, em Jacareí, interior paulista
Duas pessoas morreram e 20 ficaram feridas em um engavetamento envolvendo 36 veículos na manhã desta quarta-feira, na Rodovia Carvalho Pinto, em Jacareí, no interior de São Paulo. A colisão causou incêndio e explosões e interditou as pistas da estrada. O acidente ocorreu pouco antes das 8 horas desta quarta, na altura do quilômetro 73. Trinta e quatro carros de passeio e dois caminhões se envolveram na batida.

Segundo a Polícia Civil, o motorista de um dos caminhões envolvidos na colisão morreu. A outra vítima foi encontrada debaixo do viaduto pelo qual os veículos passavam no momento do acidente. Ainda não se sabe se ela teria sido arremessada na batida ou se teria pulado na tentativa de se salvar do incêndio provocado pelo engavetamento.

Segundo a Ecopistas, concessionária que administra a rodovia, relatos de testemunhas apontam que alguns veículos de passeio estavam parados na estrada quando um caminhão que transportava tinta se aproximou e parou. Um segundo caminhão, carregado de sucata, bateu e jogou um veículo de passeio embaixo do caminhão carregado de tinta, o que teria dado origem ao incêndio, que atingiu outros veículos na rodovia.

De acordo com o Corpo de Bombeiros, a carga inflamável do caminhão de tintas contribuiu para a gravidade do acidente. Três caminhões-pipa da cidade de Jacareí foram deslocados para ajudar no combate às chamas. Segundo a Ecopistas e o Corpo de Bombeiros, 20 pessoas ficaram feridas. De acordo com a Polícia Rodoviária Estadual (PRE), entre as vítimas, duas estão em estado grave.

As causas do acidente estão sendo apuradas, mas a PRE, a partir de depoimentos de testemunhas, não descarta a hipótese de que a presença de fumaça, causada por uma queimada debaixo do viaduto, tenha atrapalhado a visibilidade dos condutores dos veículos. De acordo com a Ecopistas, "há relatos de incêndio fora da faixa sob administração da concessionária que pode ser a causa do acidente, mas ainda não há um resultado conclusivo do trabalho de perícia".

"É uma ponte de 70 metros de altura e na parte inferior uma grande queimada acontecia. Quando (o caminhão de tinta) parou para diminuir a velocidade, um outro carro atrás também (parou) e um segundo caminhão com sucatas diversas acabou atingindo esse carro. No impacto, a carga altamente inflamável dessas tintas pegou fogo", explicou o comandante de Corpo de Bombeiros, Marcos Palumbo, em entrevista à Jovem Pan.

Ao todo, foram deslocados 58 homens do Corpo de Bombeiros para atender a ocorrência e três viaturas do Samu. O helicóptero Águia também foi acionado.

Trânsito. Por causa do acidente, o tráfego está sendo desviado para a rodovia Dom Pedro, na altura do km 72, para que os motoristas consigam acessar a via Dutra, segundo a Ecopistas. No sentido São Paulo, não há interdição. Por volta das 20 horas, a concessionária ainda trabalhava para liberar a rodovia.


Uma das faixas, segundo a concessionária, deve ser liberada para o tráfego até as 21h, permitindo a passagem de veículos no sentido interior. A outra faixa e o acostamento passarão por trabalhos de recuperação do pavimento durante a noite. Equipes da Ecopistas e um perito externo fizeram uma avaliação técnica do viaduto após o acidente e constataram que não houve abalo estrutural do trecho.
Postar um comentário