quinta-feira, 17 de agosto de 2017

TEIXEIRA; Bandido deixa bilhete para vítima de roubo ter documentos de volta: 'nós sok dinheiro'

PB-Policia.

Caso foi confirmado ao Portal Correio pela PM em Teixeira. Caminhoneiro havia estacionado o veículo perto do posto quando foi abordado por dois homens
Imagem compartilhada no WhatsApp
Bilhete foi achado em um posto da cidade-Do Portal Correio 

 
U
m bandido arrependido de ter roubado os documentos pessoais de um caminhoneiro deixou um bilhete em um posto de combustíveis e pediu para que os frentistas devolvessem os documentos à vítima. O crime aconteceu na noite dessa terça-feira (15) em um posto de combustível do município de Teixeira, Sertão paraibano, a 315 quilômetros de João Pessoa, e o bilhete foi deixado no mesmo posto durante a manhã desta quarta-feira (16).

O caso foi confirmado ao Portal Correio por uma guarnição da Polícia Militar em Teixeira. De acordo com a PM, o caminhoneiro havia estacionado o veículo nas proximidades do posto quando foi abordado por dois homens em uma moto.

“Um dos bandidos estava armado com uma espingarda, rendeu o caminhoneiro e o levou para trás do caminhão, onde roubou um celular, R$ 600 e a carteira da vítima, fugindo em seguida. Fomos acionados pela vítima, mas não conseguimos identificar nem localizar os bandidos”, afirmou a PM.

Porém, na manhã desta quarta, um dos bandidos foi até o posto onde o crime foi praticado e deixou um bilhete no chão, junto com os documentos da vítima. No bilhete, o bandido pede para que os documentos fossem devolvidos ao caminhoneiro.

“Vocês emtreguem esse documentos lá no posto de Gomes. Nós fez um assalto mas nós sok dinheiro. Entreguem lá o homem preciza logo o carro do baú ou vocês entreguem a João que trabalha lá no posto. Por favo” (sic), escreveu um dos bandidos.

Ainda segundo a PM, uma guarnição foi até o posto de combustível e recolheu o bilhete e os documentos, que já foram entregues ao caminhoneiro. A PM também informou que continua em diligências para tentar identificar e prender os bandidos.

Halan Azevedo – Portal Correio