sábado, 2 de setembro de 2017

EM JUNCO DO SERIDÓ; um Bebê é achado dentro de esgoto e mãe confessa abandono.

Por Chagas Silva, DRT 1845/RN.
PB-POLICIA.

Mãe escondia gravidez e alegou abandonar recém-nascido porque não tinha condições de criar, segundo a polícia na PB.
Fotos extraída do Portal do Litoral.

N
a manhã desta sexta-feira, dia 1º de setembro, por volta das 11hs, um morador de um bairro afastado da cidade de Junco, que fica localizado na região seridoense paraibana, ao se aproximar do local onde passa um esgoto, ouviu o choro de uma criança, ao se aproximar percebeu que havia um bebê com duas pedras sobre seu corpinho indefesso, a criança estava de bruços dentro do esgoto. Imediatamente a Polícia Militar e uma equipe médica foram acionadas para socorrer o recém-nascido.

Segundo informações familiares, a mãe da criança, é uma jovem que atende pelo nome de Claudiana Oliveira, que se encontrava desaparecido há três dias, retorndo ao lar foi interrogada por familiares sobre seu sumiço, a mesma desconversou sobre o assunto. A família suspeita que o desaparecimento de Claudiana tenha sido para esconder a gravidez dos seus pais.

A mãe da criança foi presa em flagrante e levada para a delegacia de Polícia Civil para esclarecimentos sobre o crime de abandono de incapaz. Em seguida ela foi encaminhada para o Presídio Feminino no municipio de Patos. Esse já é o terceiro filho da mulher. Ela alegou abandonar recém-nascido porque não tinha condições de criar, segundo a polícia.

A irmã de Claudiana contou que na última quinta feira foi procurada por uma pessoa que afirmava ter visto Claudiana e, que, quando foi chamar a mesma não se encontrava mais no local. Segundo informações ela estava com dois lençóis, um nos braços e outro envolvendo o corpo.

O bebê foi levado para o Hospital Otília Balduino, em Junco do Seridó, e n~so corre risco de morte.

Postar um comentário