domingo, 15 de outubro de 2017

CLÁUDIO SANTOS convida Fernando Bezerra para fazer dobradinha nas eleições 2018

          RN-Politica.

D
a capital do Estado chega uma notícia que certamente agitará o meio político nos próximos dias no RN.
Uma fonte bem articulada nos bastidores da política potiguar contou ao Blog A Fonte que o desembargador do TJ/RN, Cláudio Santos almoçou esses dias com o ex-ministro e ex-senador, Fernando Bezerra no restaurante francês Dolce Vita no bairro Petrópolis em Natal.

Desembargador do TJ/RN, Cláudio Santos e o ex-ministro e ex-senador, Fernando Bezerra
 © REPRODUÇÃO
Apesar de ter sido um encontro discreto – o magistrado é impedido de tratar assuntos partidários – para avaliar o atual cenário político estadual, a conversa vazou e o conteúdo já está deixando muita gente preocupada com o poder de articulação de Cláudio Santos. Recentemente, também divulgamos aqui um almoço do desembargador com o deputado federal, Walter Alves (PMDB) e o presidente estadual do PTB, Getúlio Batista, ocorrido no Agaricus Restaurante.

A pessoa com quem mantivemos contato garantiu que o almoço foi a portas fechadas e com mais de duas horas de duração. Durante conversa, o desembargador ressaltou que Fernando Bezerra foi um dos políticos que mais ajudou aos municípios do Estado com suas emendas parlamentares ou liberação de recursos quando esteve à frente do Ministério da Integração Nacional. Inclusive, participando ativamente da conclusão do projeto da Transposição do Rio São Francisco.

Por fim, Cláudio Santos convidou o ex-ministro e ex-senador a retornar a vida pública e disputar uma das duas vagas para o Senado Federal nas Eleições 2018, encabeçando a sua chapa majoritária. Segundo consta, diante de tudo o que ouviu nesse encontro, Fernando Bezerra ficou visivelmente empolgado e impressionado com o projeto de renovação política apresentado, onde consiste em novos métodos de gestão pública para o desenvolvimento do Rio Grande do Norte.

Será que vamos ter Cláudio Santos para o Governo e Fernando Bezerra para o Senado? Aguardemos!





Postar um comentário