sábado, 14 de outubro de 2017

EM CAICÓ; Juiz determina suspensão de uso de 19 ônibus da jardinense

RN-Cidades.
 
O
 juiz Uedson Bezerra Costa Uchoa, em processo da 1ª Vara Cível de Caicó, determinou à Auto Viação Jardinense Ltda que, no
 prazo de cinco dias, a contar da intimação da decisão judicial, realize a suspensão de suas   atividades de transporte intermunicipal com relação a 19 veículos de sua propriedade até   que  as providências indicadas em laudo pericial sejam devidamente tomadas.
Caso haja descumprimento, o magistrado estipulou multa diária de R$ 2 mil e busca e apreensão de todos os veículos citados na ação judicial movida pelo Ministério Público Estadual, devendo a fiscalização ser realizada pelo próprio MPRN, pela Polícia Rodoviária Federal, devendo este órgão ser devidamente oficiado para cumprimento da decisão mediante a sua Superintendência Regional, e pelo DER/RN.
Por fim, o juiz Uedson Bezerra determinou a intimação da Viação Jardinense para, no prazo de 45 dias, disponibilizar o restante da frota de ônibus e micro-ônibus utilizados no transporte rodoviário de passageiros de Caicó aos peritos nomeados por ele para que se verifique se há ou não cumprimento ao acordo firmado judicialmente, sob pena de busca e apreensão dos veículos para tal fim.
Apenas um ponto de vista:
 Por Chagas Silva, DRT 1845/RN.
Já vi esse filme antes, quando foi dado um prazo de 15 dias para que o DER abrisse uma concorrência publica, para que uma empresa séria e capaz,   visse a assumir as linhas exploradas pela Jardinense, até agora tudo continua como antes no Império Falido da Auto Viação Jardinense.
“Só tem um jeito de” acabar com essa pouca vergonha e falta de respeito dessa empresa falida para com os usuários, se por acaso, um dia o RN vier a ter um governo capaz e competente de governar, e abrir a tal concorrência, se não for assim, nada vai adiantar e os usuários permanecem no meio da humilhação que é depender da Auto Viação Jardinense.
Há, antes que esqueça; É bom lembrar que essa empresa já esteve nos pincos da gloria, mas já passou e atualmente desceu ao fundo do lamaçal de um poço desativado. Lamentável. “