domingo, 29 de outubro de 2017

RN; Na Festa do Boi, Governador faz balanço de R$ 150 milhões investidos

RN-eventos

M
esmo em meio a uma estiagem que perdura sete anos e diante de uma crise econômica no país, a agropecuária potiguar vem apresentando resultados de excelência e avanços positivos.
Como prometido em reunião anterior com representantes do setor, o governador Robinson Faria esteve na 55ª edição da Festa do Boi, neste domingo (8), e apresentou um balanço das ações no setor agropecuário.

                               Gerente GTTC
Fonte: ASSECOM/RN

"Temos muito a prestar contas. São mais de R$ 150 milhões investidos no setor nos últimos anos", destacou Robinson acrescentando ao balanço a entrega de equipamentos para Emater, Idiarn e Emparn e o anúncio da flexibilidade do acesso a crédito aos pequenos produtores, realizados hoje, o que vai beneficiar diretamente os produtores já nesta edição da Festa do Boi. Parte do investimento vem do programa Governo Cidadão, via Banco Mundial.

O chefe do Executivo estadual ressaltou que o RN vem batendo anualmente o recorde nas exportações de frutas. Em 2016, por exemplo, o estado registrou o valor de U$S 135 milhões em volume de frutas exportadas. “Os fruticultores estão migrando de outros estados para o RN por encontrar um ambiente favorável e com segurança jurídica para produção”, disse Robinson. Ele recordou que mais de cinco municípios potiguares foram reconhecidos como livres de Moscas das Frutas, ampliando a área para produção e exportação.

Além disso, o RN está apto a exportar frutas para novas fronteiras como Argentina, Chile, EUA e China, com negociações em curso. A comercialização local também ganhou investimento com a abertura da Central da Agricultura Familiar, beneficiando diretamente 1.200 agricultores.

 “Se compararmos com os outros estados brasileiros, mesmo com a seca que enfrentamos, o Rio Grande do Norte apresentou o maior percentual de contratações de trabalhadores no setor agrícola entre todos os estados do país e o menor percentual de demissões, proporcionalmente. Em números absolutos, o RN é o estado que mais gerou emprego direto na agropecuária”, destacou o governador. Robinson lembrou que esse cenário é resultado das muitas ações de governo que estão sendo feitas nesses quase três anos de gestão.

Sobre outras atividades importantes para a economia do estado, o governador lembrou que foi sancionada a Lei dos Queijos Artesanais, formalizando mais de 500 pequenas queijeiras. "Essa lei já está servindo de modelo e vem sendo copiada em todo o país", enfatizou.

Robinson disse, ainda, que este ano devem ser retomadas as obras para conclusão do terminal pesqueiro de Natal, paralisadas há mais de cinco anos. "Conseguimos superar a burocracia e trazer o terminal para o domínio do Estado, para incentivar fortemente a pesca do atum e a pesca artesanal".

Na pecuária, o governo está apoiando mais de 12 exposições agropecuárias em todas as regiões do estado. Sobre o rebanho potiguar, Robinson enfatizou que recordes estão sendo batidos nos índices de vacinação da aftosa. "Saímos de 79% em 2014 para 97.5% em 2016, o maior índice do Nordeste e um dos maiores índices do Brasil". O resultado da vacinação da Aftosa permite que o rebanho potiguar circule livremente no país.

O governador destacou a implantação da emissão da Guia de Trânsito Animal (GTA eletrônica) de bovinos, ovinos e caprinos e anunciou que entregará ainda neste ano cinco novos abatedouros e outros cinco no primeiro semestre de 2018, ação fundamental no incentivo da cadeia da pecuária de corte.

Na agricultura, Robinson ressaltou que o governo vem apoiando cerca de 40 associações de agricultores que trabalham com agricultura irrigada, com mais de R$ 13 milhões em financiamento de equipamentos para os produtores, bem como tem apoiado a recuperação da cajucultura, com mais a distribuição programada de mais de um milhão de mudas que beneficiarão 1.800 produtores.


Na Pesca e na Aquicultura, o governo tem trabalhando na implantação de uma nova estação de piscicultura no estado, próximo da barragem de Santa Cruz em Apodi, que aumentará em 300% a capacidade de produção de alevinos no nosso estado.

Postar um comentário