terça-feira, 21 de novembro de 2017

MUNDO; Diretor da Televisa, emissora investigada no Fifagate, é morto


Internacional-Policia.
 Morte de Adolfo Lagos está sendo investigada
O amplo esquema de corrupção na Fifa continua chocando as estruturas do futebol. Um diretor da rede de televisão mexicana Televisa foi assassinado no último domingo (19) enquanto pedalava por uma rodovia próxima ao sítio arqueológico de Teotihuacán, um dos mais visitados do país.
  
A
dolfo Lagos Espinosa, de 69 anos, era vice-presidente de comunicação da Televisa, empresa acusada pelo delator argentino Alejandro Burzaco de pagar propina a dirigentes do alto escalão do futebol para garantir o direito de transmissão de eventos esportivos.
Além da Televisa, a Rede Globo também foi apontada por Burzaco como uma das emissoras envolvidas no escândalo..

Adolfo Lagos Espinosa é a segunda pessoa a morrer desde que o julgamento do Caso Fifa começou, há duas semanas. O primeiro foi o argentino Jorge Delhon, encontrado morto em Lanús na última quarta-feira (15) após ter seu nome indicado nas delações no Tribunal do Brooklyn, em Nova York

No entanto, Lagos não chegou a ser citado textualmente no depoimento e de acordo com a jornalista Silvina Pensel, que cobre o caso nos Estados Unidos, não trabalhava na área de esportes e por isso não teria participado do acordo sob suspeita. A sua morte seria uma triste coincidência com as delações do Fifagate.


Postar um comentário