quarta-feira, 15 de novembro de 2017

MUNDO; Oposição do Zimbabué garante que militares estão a tomar o poder

Internacional-Politica.

O
secretário-geral do partido da oposição no Zimbabué, o Movimento para a Mudança Democrática (MDC-T), Douglas Mwonzora, afirmou esta quarta-feira que perante a tensão vivida no país estão "seguros de que o exército está em processo de tomar o comando".

Numa entrevista telefónica a partir do Zimbabué com o canal sul-africano ANN7, Mwonzora reiterou: "Esta é a definição padrão de um golpe de Estado. Se isto não é um golpe, o que será?".

 

Mwonzora acrescentou que o partido governante, a União Nacional Africana do Zimbabué - Frente Patriótica (ZANU-PF) "estão em fase de negação, mas que já não têm o controlo".

O exército do Zimbabué desmentiu na madrugada de hoje que esteja em curso um golpe de Estado militar, garantindo que o Presidente, Robert Mugabe, se encontra em segurança, depois de uma noite de agitação na capital, com soldados armados e veículos militares nas ruas da capital e o registo de pelo menos três explosões.

A propósito da mensagem que um porta-voz do exército leu na televisão nacional esta noite, em que descartou que estivesse a ocorrer um "golpe militar", Mwonzora considerou que "é um comunicado normal quando os militares intervêm".


"Há muito ressentimento contra (o Presidente) Robert Mugabe e a sua esposa (Grace)", sublinhou o político da oposição, que pediu aos cidadãos que "tenham cuidado", já que a "situação é anormal".
Postar um comentário