sábado, 25 de novembro de 2017

SÃO PÃULO; Temer estava com três artérias obstruídas, diz médico

Saúde.
Presidente passou por procedimento médico em São Paulo na noite de sexta

Fernando Mellis, do R7, com Record TV
Presidente passa bem, segundo cardiologista
O cardiologista Roberto Kalil Filho afirmou neste sábado (25) que foram detectadas "obstruções importantes" em três artérias do presidente Michel Temer, durante um cateterismo realizado na noite de sexta-feira (24), no Hospital Sírio-Libanês, em São Paulo.

Logo em seguida, o presidente foi submetido a uma angioplastia (procedimento para desobstrução das artérias), classificada pelos médicos como "um procedimento pouco invasivo, mas não simples".

Em duas artérias, foram colocados stents, que são pequenas próteses instaladas dentro das artérias, evitando o risco de novos entupimentos.

— Didaticamente, as obstruções com mais de 70% das artérias do coração têm indicação de revascularização, ou através de cirurgia ou através de angioplastia. No caso do presidente Michel Temer, as obstruções cursavam em torno de 90%.

O médico ressaltou, no entanto, que em apenas duas artérias houve a necessidade de implantar o stent. A terceira foi desobstruída usando outra técnica.

Kalil Filho também acrescentou que o procedimento foi "um sucesso".

— O presidente se encontra bem, deverá ficar internado mais umas 48 horas e a partir de segunda-feira pode retomar suas atividades normais.

Segundo cardiologista, a arterosclerose (acúmulo de gordura na parede das artérias) é uma "doença silenciosa" e havia risco caso Temer não fizesse o procedimento.

Questionado se haveria alguma mudança em relação aos hábitos do presidente, o médico disse não haver necessidade.

— Ele é uma pessoa saudável, ele faz exercício, sempre se cuida. Isso foi pontual.


Entretanto, Temer terá que tomar remédios de uso contínuo, alguns deles, observou o médico, "para o resto da vida".
Postar um comentário