segunda-feira, 18 de dezembro de 2017

"DEPOIS QUE MATEI, FUI ROUBAR PARA ESQUECER", DISSE ASSASSINO DE PROFESSOR

BR-policia.
Foto: Sérgio Costa

O desempregado Cláudio Mendes dos Santos foi autuado por assassinar com um golpe de faca o professor João Maria Avundano, de 46 anos, disse que após o crime foi praticar assaltos para esquecer o que tinha acontecido.

O jovem frequentava o apartamento da vítima há alguns meses e no dia do homicídio estava acompanhado de um adolescente.

Cláudio relatou a reportagem que convidou um colega para ir para o apartamento de João e lá os três beberam a noite inteira, mas já na madrugada houve uma discussão.

"Ele insistiu em manter relações sexuais comigo, mas eu não quis e foi aí que peguei uma faca e dei um único golpe no pescoço. Ele já caiu e morreu em seguida", disse.

Após o crime Cláudio e o adolescente realizaram um arrastão no apartamento de João e fugiram com o carro da vítima. A polícia apurou que a dupla foi até a casa de dois outros comparsas e praticaram assaltos no próprio bairro até o condutor do veículo perder o controle e bater. O autor do assassinato revelou que foi roubar para esquecer o que tinha feito.

Todos os envolvidos foram presos e encaminhados a Central de Flagrantes. João Avundano era professor de português e muito popular entre os colegas. A morte dele causou revolta e comoção.
Fonte: Portal BO