terça-feira, 12 de dezembro de 2017

GILMAR: LULA E BOLSONARO PODEM SER CONDENADOS POR ATOS DE CAMPANHA

BR-Politica.
Presidente do TSE diz que os pré-candidatos já ultrapassaram o limite.
Gilmar questiona origem do dinheiro das 'campanhas'
O presidente do TSE (Tribunal Superior Eleitoral), Gilmar Mendes disse nesta segunda-feira (11) que atos antecipados de campanha de Luiz Inácio Lula da Silva (PT) e Jair Bolsonaro (PSC) poderão levar à condenação por abuso de poder econômico e à cassação de uma eventual diplomação caso sejam financiados de maneira irregular.
Na semana passada, Gilmar foi voto vencido em decisões que rejeitaram processos contra os dois pré-candidatos sob a acusação de antecipação da campanha eleitoral. Segundo ele, o tribunal voltará a discutir o assunto em fevereiro e poderá adotar uma posição mais "enfática".
Em sua avaliação, a pergunta que deve ser respondida é não apenas se há campanha antecipada, mas quem a está financiando.

"Há estruturas aí que já passam — jatinhos, deslocamentos de caravanas, ônibus, reunião organizada de pessoas e tudo mais. Tudo isso precisa ser avaliado. Acho que esse vai ser o tema do tribunal já em fevereiro", afirmou o ministro em Washington, onde participou de assinatura de convênio que prevê o envio de observadores da OEA (Organização dos Estados Americanos) para acompanhar as eleições presidenciais do próximo ano. "Alguém está financiando isso."