terça-feira, 19 de dezembro de 2017

EM PROTESTO, PMS DIZEM QUE SÓ SAEM ÀS RUAS QUANDO GOVERNO PAGAR SALÁRIOS

RN-Politica.


Os policiais militares do Rio Grande do Norte iniciaram na manhã desta terça-feira, 19, o que vem sendo chamado de operação “Segurança com segurança”, que prevê que os agentes deixem os quartéis para atuarem nas ruas apenas quando houver condições de trabalho adequadas. Entre as reivindicações, os policiais cobram o pagamento de salários atrasados e a divulgação de um calendário para a quitação das próximas folhas e o décimo terceiro salário.

De acordo com o subtenente Eliabe Marques, presidente da Associação dos Subtenentes e Sargentos Policiais e Bombeiros Militares do RN (ASSPMBMRN), a decisão foi tomada nesta segunda-feira, 18, após reunião entre os servidores e o governador Robinson Faria.

A orientação da Associação dos Praças é que os policiais e bombeiros militares somente trabalhem caso estejam munidos dos equipamentos essenciais à atividade, entre eles armamento adequado, coletes dentro do prazo de validade, algemas e cinto de guarnição. Da mesma forma, os PMs somente deverão prestar o serviço de diária operacional quando houver disponibilidade na rotina de descanso regulamentar.


Na mesma linha, de acordo com a ASSPMBMRN, o militar estadual somente deverá conduzir viatura quando forem atendidos todos os requisitos previstos na Lei Federal nº 9.503 de 23 de setembro de 1997 (CTB). Em especial, ser possuidor do curso de treinamento de prática veicular em situação de risco, bem como, portar os documentos de porte obrigatório referente ao veículo a ser conduzido, além do referido veículo está de acordo com as normas vigentes.