quinta-feira, 7 de dezembro de 2017

RN; Redução de contratos e auditoria fazem Estado economizar R$ 1,5 mil por mês

RN-Economia.
Cristiano Feitosa Foto Júnior Santos
Secretaria de Administração e Recursos Humanos está fazendo negociações de contratos de telefonia e internet e de locação de contadores, de impressoras e de data center
Secretário de Administração e Recursos Humanos, Cristiano Feitosa
Redação

T
rês medidas adotadas pela Secretaria Estadual de Administração e Recursos Humanos (Searh) têm reduzido as despesas da pasta e representado uma economia para os cofres do Governo do Estado que
já ultrapassa a marca de R$ 1,5 milhão por mês. De acordo com o secretário Cristiano Feitosa, são medidas importantes, mas que “não tem tido a repercussão que merecem”.

A primeira delas, segundo Feitosa, diz respeito à negociação de contratos assinados pela Searh. A secretaria tem buscado reduzir os valores dos acertos em pelo menos 25%, chegando a rescindir contratos com fornecedores que se negam a flexibilizar os pagamentos.

O titular da Administração e Recursos Humanos conta que estão em andamento negociações de contratos de telefonia e internet e de locação de contadores, de impressoras e de data center (servidores que armazenam dados do estado). As negociações, segundo Feitosa, geraram uma economia de R$ 500 mil por mês.

Além disso, foi implantado na Searh um sistema de auditoria permanente da folha de servidores. “Contratamos bolsistas da UERN e os capacitamos pela Escola de Governo. Eles foram treinados e fazem auditorias que têm gerado economias na folha. Só essas auditorias já geraram uma economia de quase R$ 1 milhão”, diz Cristiano Feitosa.


Por fim, outra medida adotada pela secretaria é a implantação do Sistema Eletrônico de Informações, que pertence ao Governo Federal, mas que foi cedido sem custos para o Governo do Estado. “Um sistema desse, se o Estado fosse licitar, custaria de R$ 13 milhões a R$ 15 milhões. Vamos começar a implantar os processos nele a partir de janeiro. Nossa pretensão é que, até junho, todos os processos do estado estejam tramitando no meio eletrônico. Isso significa economia de papel, impressora, motoristas terceirizados e deslocamentos de servidores com processos”, diz o secretário.


.
Postar um comentário