sexta-feira, 26 de janeiro de 2018

NOVAS INFORMAÇÕES SOBRE A DUPLA TENTATIVA DE HOMICÍDIO EM JARDIM DO SERIDÓ. DÍVIDA DE R$-300 PODE TER MOTIVADO O CRIME


Policia.
Segundo uma irmã de Railson Pereira de Andrade, “Dedé de Damiana”, que foi atingido por 4 disparos, o mesmo trabalhou na fábrica de costura de, Deivis Rodrigues, “Deivis de Roseira”, que ficou lhe devendo R$ 300,00 (trezentos reais), pelos serviços prestados, disse a vitima que  após várias cobranças sem sucesso, a sua genitora, também foi cobrar ao “empresário”, que segundo ela, lhe agrediu com um tapa no rosto.
Ainda de acordo com as informações da irmã da vítima, ao saber da agressão contra a mãe, seu irmão, foi até a fábrica de "Deivis", na tarde da quinta-feira, (25), e após discutirem, "Deivis" atirou em “Dedé”, mas o tiro não pegou, e que, após se livrar de ser morto, “Dedé” procurou a polícia e prestou queixa da primeira tentativa de homicídio.
um "BO" foi feito, mas ainda assim, "Deivis" continuou armado, e na ira de consumar seu intento raivoso ao chegar a noite foi até a casa de “Dedé de Damiana”, e atirou quatro vezes contra o mesmo, e uma vez contra Flávia Alessandra Carla de Lima, de 17 anos, esposa de “Dedé”, que tomou a frente ao ver o companheiro ferido, e foi atingida com um tiro no pescoço. Os dois estão em Natal.
Segundo comentários, devidos os fatos e os relatos não mais dúvidas quanto à autoria e a motivação do crime, pois além do registro da ocorrência, onde consta a primeira tentativa, ao ser socorrido, “Dedé” estava consciente e afirmou que Deivis foi o responsável pelo crime. Espera-se agora que as autoridades tomem as providências, e no mínimo, decretem a prisão do criminoso.

Postar um comentário