quinta-feira, 15 de fevereiro de 2018

BEIJA-FLOR É A CAMPEÃ DO CARNAVAL 2018 DO RIO


RJ-EVENTOS.
Com críticas ao "Brasil monstruoso", escola falou de corrupção e intolerância e levou seu 14º título.
Este é o 14º título da Beija-Flor de Nilópolis (Foto: Alexandre Durão/G1)

A escola fez um paralelo entre o romance "Frankenstein” e as mazelas sociais brasileiras. Corrupção, desigualdade, violência e intolerâncias de gênero, racial, religiosa e até esportiva formaram o cenário de "Brasil monstruoso".

A Beija-Flor tem agora 14 títulos no Grupo Especial do Rio, atrás apenas de Portela e Mangueira no total de vitórias.
Crianças representando as vítimas da guerra as drogas, que frequentemente fecha as escolas no Rio.
Crianças representando as vítimas da guerra as drogas, que frequentemente fecha as escolas no Rio.
 REUTERS

Comandado por Neguinho da Beija-Flor, o samba-enredo “Monstro é aquele que não sabe amar (Os filhos abandonados da pátria que os pariu)” foi cantado em coro pelo público da Sapucaí, que ao final do desfile ocupou a avenida, seguindo a escola.
Beija-Flor Carnaval 2018
Lobo em pele de cordeiro e suas mala de dinheiro. AFP

“A Sapucaí foi ovacionada pela alegria e emoção. A Beija-Flor fez as pessoas cantarem o samba pelo pedido de socorro. As imagens foram muito fortes, aquele teatro todo retratando o que o nosso país está passando. Foi um grito de socorro dentro de um samba-enredo“, disse Raíssa, madrinha de bateria da escola, ao G1.