domingo, 25 de fevereiro de 2018

FORAGIDOS APÓS SEREM LIBERADOS: DEICOR cumpre mandado de busca e apreensão na casa de suspeito preso com 150kg de drogas e liberado em audiência de custódia


RN-POLICIA.
Policiais Civis da Divisão Especializada em Investigação e Combate ao Crime Organizado - DEICOR - cumpriram na manhã de ontem, 24/02/18, um mandado de busca e apreensão na residência de Alexsandro dos Santos Pinheiro, vulgo "Sandrinho", investigado pelo crime de tráfico interestadual de drogas que foi preso pelo BpChoque no último dia 20/02/18, em Emaús, Parnamirim/RN, com mais de 150kg de drogas - maconha e cocaína, além de uma espingarda calibre 12, uma pistola 9mm e dinheiro falso.
"Sandrinho" foi autuado em flagrante, juntamente com sua companheira, Suênia Aguiar Alves e a pessoa de Reinaldo José da Silva Júnior, porém, todos foram soltos no outro dia na audiência de custódia, ante divergências quanto à interpretação das prerrogativas dos advogados dos criminosos, fato que tomou grande repercussão nacional.
Após a liberação dos traficantes na audiência de custódia, o diretor da DEICOR, Dr. Odilon Teodósio, representou pela busca e apreensão na residência de "Sandrinho", tendo sido favorável o parecer do Ministério Público de Parnamirim e o juiz autorizou a referida diligência.
Importante informar à sociedade que toda a droga e demais objetos ilícitos anteriormente apreendidos, em momento oportuno, servirão para instruir o novo processo criminal e com certeza ensejará a condenação dos criminosos, ora foragidos.
Concomitantemente a nossa representação pela expedição do mandado de busca, houve representação pelo Ministério Público de Parnamirim pela decretação das prisões preventivas dos acusados, o que também foi deferido pelo douto magistrado da 1 Vara Criminal da Comarca de Parnamirim, Dr. Marcos José Sampaio de Freitas Júnior.
Durante as buscas foram apreendidos vários objetos, além de documentos que comprovam a vida de luxo de "Sandrinho", tudo proveniente do tráfico de drogas.
Serão investigadas supostas infrações penais decorrentes da lavagem de dinheiro, enriquecimento ilícito e ocultação de bens e capitais.
Odilon Teodósio esclarece a sociedade que o crime organizado não terá sossego, e pede para quem tiver notícias do paradeiro de "Sandrinho", Suenia e Reinaldo, liguem para o telefone 181, bem como tiverem conhecimento de outras infrações penais que envolvam organizações criminosas.
JAIR SAMPAIO