sexta-feira, 23 de março de 2018

COM GOLEIRO BRUNO E MAIS DOIS BRASILEIROS, JORNAL ESCALA A SELEÇÃO MAIS PERIGOSA FORA DE CAMPO


Br-esportes

Do Júri aos gramados, veja como ficou o seleto time de futebol...
 

O jornal espanhol “Marca” montou na quarta-feira (21) uma seleção com os jogadores “mais perigosos” fora das quatro linhas. Entre os 11 nomes escolhidos, estão três brasileiros: o goleiro Bruno, ex-Flamengo, o zagueiro Breno, que hoje está no Vasco, e o atacante Robinho, que está no futebol turco.

Bruno foi condenado a prisão pela morte da ex-amante Eliza Samúdio, Breno foi condenado a três anos e nove meses de prisão por ter colocado fogo na própria casa, quando jogava na Alemanha, e Robinho foi condenado a 9 anos de prisão na Itália por violência sexual.

Veja como ficou o “time”:

1 – Bruno: condenado a 22 anos de prisão pela morte de Eliza Samudio.

2 – Serge Aurier: atualmente no Tottenham, ele chegou a ser condenado a dois meses por bater em um policial na saída de uma boate.

3 – Rubén Semedo: o zagueiro do Villarreal foi preso de forma preventiv ano fim do ano passado por seis crimes na Espanha, entre eles tentativa de homicídio, sequestro, lesão corporal e porte ilegal de arma.

4 – Breno: atualmente no Vasco, ele tentou colocado fogo na própria casa, quando ainda era jogador do Bayern München.

5 – Alexis Zárate: o lateral argentino foi condenado a seis anos e seis meses de prisão na terra natal por violação. O atleta aguarda o julgamento em liberdade.

6 – Adam Johnson: o meia inglês ex-Manchester City, foi condenado a seis meses de prisão, em 2015, por relações sexuais com uma menor de idade. Abandonou a carreira para cumprir a pena.

7 – Joey Barton: O inglês foi condenado a seis anos de prisão por agredir um rapaz em uma briga. Ficou preso por 74 dias.

8 – Yordan Letchkov: um dos principais nomes do futebol búlgaro nos anos 1990, ele foi condenado a dois anos de prisão por abuso de poder na cidade de Sliven, quando já aposentado do futebol e atuante na política.
9 – Ricardo Centurión: o jogador do Racing foi acusado por subornar um agente policial, que o parou após o jogador avançar em alta velocidade um sinal vermelho, na Argentina.
10 – Michele Padovano: o atacante italiano foi campeão da Champions League da temporada 1995/96 com a Juventus, e também condenado a oito anos e oito meses de prisão por envolvimento com o tráfico de drogas.
11 – Robinho: condenado a nove anos de prisão por violência sexual em uma discoteca de Milão.

Planeta Folha