segunda-feira, 19 de março de 2018

EM MEIO A CRISE DO ESTADO, PROCURADOR-GERAL DECIDE CONCEDER AUXÍLIO-SAÚDE A MEMBROS DO MPRN


RN-ECONOMIA.

Resultado de imagem para foto do simbolo do dinheiro e gifO procurador-geral de Justiça do Rio Grande do Norte, Eudo Rodrigues Leite, regulamentou a concessão do auxílio de assistência à saúde para servidores e membros do Ministério Público. A resolução entrou em vigor desde que foi expedida, na última segunda-feira, 12, e implica em mais gastos para a folha do Estado que não consegue cumprir sequer com as atuais despesas.
O valor do ressarcimento é de R$ 400 para quem tem até 30 anos de idade; R$ 500 para os membros do Ministério Público que tenham entre 31 e 40 anos; R$ 600 para os servidores que estão entre os 41 e os 50 anos; R$ 700 para a faixa etária que vai de 51 a 60 anos; e R$ 800 para os que estão acima dos 60.
Conforme a resolução do procurador-geral, “a assistência prestada por meio de auxílio possui natureza indenizatória e, nessa condição, somente pode ser deferida àqueles que se encontrem em plena atividade, e não aos inativos e pensionistas”.
    OBS do   SN : Bem que devia conceder esse mesmo direito a população carente do estado.           Mas eles entendem que pobre é como cachimbó nasceu só pra levar dumo. 
    
Postar um comentário