quinta-feira, 29 de março de 2018

FAMÍLIA PROCURA POR EMPRESÁRIO DE NATAL DESAPARECIDO


NATAL-RN-POLICIA.


Familiares do empresário Lourenço Salvino da Silva, de 51 anos, estão procurando por ele. Dono de uma empresa de bombas de água no bairro da Ribeira, na Zona Leste de Natal, ele foi visto pela última vez quando saiu do trabalho. Isso foi no início da noite da terça-feira (27). Depois disso, não há mais notícias.
Em contato com o G1, um dos filhos do empresário, João Freire, contou que o carro do pai, uma caminhonete Hilux de cor azul, foi encontrada em um matagal nas proximidades do condomínio Jacarepaguá, que fica em São Gonçalo do Amarante, na região metropolitana da capital potiguar.
“Pessoas que moram perto do condomínio viram o carro abandonado e chamaram a PM (11º Batalhão). Os policiais acharam um documento da empresa dentro da caminhonete e fizeram contato conosco. Nós estávamos fazendo o boletim de ocorrência, justamente relatando o sumiço do nosso pai, quando recebemos a ligação dos policiais de São Gonçalo do Amarante dizendo que haviam encontrado a Hilux”, explicou o filho.
“O veículo estava intacto por fora, mas por dentro estava revirando, como se procurassem alguma coisa de valor. E o visor do DVD estava quebrado”, revelou João Freire.
g1/rn



Familiares do empresário Lourenço Salvino da Silva, de 51 anos, estão procurando por ele. Dono de uma empresa de bombas de água no bairro da Ribeira, na Zona Leste de Natal, ele foi visto pela última vez quando saiu do trabalho. Isso foi no início da noite da terça-feira (27). Depois disso, não há mais notícias.

Em contato com o G1, um dos filhos do empresário, João Freire, contou que o carro do pai, uma caminhonete Hilux de cor azul, foi encontrada em um matagal nas proximidades do condomínio Jacarepaguá, que fica em São Gonçalo do Amarante, na região metropolitana da capital potiguar.

“Pessoas que moram perto do condomínio viram o carro abandonado e chamaram a PM (11º Batalhão). Os policiais acharam um documento da empresa dentro da caminhonete e fizeram contato conosco. Nós estávamos fazendo o boletim de ocorrência, justamente relatando o sumiço do nosso pai, quando recebemos a ligação dos policiais de São Gonçalo do Amarante dizendo que haviam encontrado a Hilux”, explicou o filho.

“O veículo estava intacto por fora, mas por dentro estava revirando, como se procurassem alguma coisa de valor. E o visor do DVD estava quebrado”, revelou João Freire.
g1/rn
Postar um comentário