segunda-feira, 12 de março de 2018

FEIRINHA CULTURAL DA FESTA DE SÃO JOSÉ, TERMINOU COM UM COMEÇO DE TUMULTO


CAICÓ-RN-POLICIA
A Polícia Civil de Caicó, prendeu pelo menos 4 adultos e  apreendeu de 1 adolescente envolvidos no chamado ‘Tribunal do Crime’ que puniram duas mulheres, cada uma com um tiro na mão, pela prática de furtos. Um outro envolvido morreu vítima de queda de moto no bairro João XXIII.
No dia 20 de novembro de 2017, Juliana Virgínia de Medeiros, "Ceguinha de Mimi", recebeu um tiro em uma das mãos como punição imposta pelo auto comando da facção Sindicato do RN. Ela teria furtado a quantia de R$ 4,00 reais. Os executores foram Maycon Mateus dos Santos, vulgo, "Tetêu", que morreu em um acidente de moto no alto da ‘Baixa da cachorra’, em 24 de dezembro de 2017, Lucas Tadeu de Farias, vulgo, "Lucas Bombado", e Lázaro dos Santos Souza, ambos presos por força de mandados de prisão.
Para a Polícia, "Tetêu" era um dos líderes da facção nas ruas. No dia do seu sepultamento, no Cemitério Campo Jorge no bairro Boa Passagem, foram ouvidos vários disparos de arma de fogo nas imediações do cemitério.
Já no dia 21 de novembro de 2017 as ordens foram para capturar Eliane Lopes da Silva, "Neguinha Nôa" que também recebeu uma punição, um tiro na mão direita no bairro Frei Damião, também zona Oeste da cidade. Ela teria furtado um Tablet da irmã e vendido por R$ 15,00 para comprar drogas para consumir. Neste crime, quem agiu foi Thiago Alves Dantas da Silva, e Pedro Paulo do Nascimento, ambos também detidos esta semana por força de mandado de prisão preventiva.
Ademais, em agosto de 2017 Jeferson Araújo da Silva, de 26 anos deu entrada no Sesp com um tiro na mão. Ele foi punido por roubar uma quantia de R$ 70,00 de uma mercearia no bairro João XXIII. Já em 20 de dezembro de 2017, Vitoriano Carlos Pereira da Silva, "Nego Linho", também sofreu um tiro na mão no bairro João XXIII. Ele havia sido preso um dia antes passando uma faca no chão, ameaçando e intimidando populares naquele bairro.
Por fim, janeiro, de 2018, um adolescente de 16 anos de iniciais MVS, vulgo, "Bugolô",  também foi vítima de um tiro na mão quando estava em frente a Escola Mateus Viana no João XXIII, sendo socorrido até o Hospital Regional do Seridó.