segunda-feira, 16 de abril de 2018

CHUVA DEIXA MAIS DE 800 PESSOAS DESALOJADAS EM BODOCÓ, PE


PE-CIDADES.
Foi decretado estado de emergência no período de 180 dias no município
Duas e avenidas de Bodocó, no Sertão de Pernambuco, estão alagadas no município. A chuva começou na madrugada da sexta-feira (13), e, em menos de 24 horas, choveu quase 70 milímetros na cidade. Rios e riachos transbordaram e a água invadiu as casas e moradores perderam móveis e eletrodomésticos. Há quase 60 anos, Bodocó não enfrenta uma enchente nessas proporções.
De acordo com a prefeitura do município, já são cerca de 817 pessoas desalojadas. Muitas delas, precisaram ser levadas para creches e escolas. "Muita gente desabrigada. E a gente já tá em alerta de certa forma pra contar com o apoio e a colaboração de muita gente, principalmente em Bodocó, pra que a gente possa recomeçar a vida de quem perdeu tudo. infelizmente é essa a situação", diz o cantor Flávio Leandro, que enviou uma mensagem através de um aplicativo.
A ponte que liga Bodocó a Ouricuri por pouco não foi levada pela força da água e corre o risco de desabar a qualquer momento, de acordo com o Bombeiro Civil, Júlio César Lima Pereira. “A água passou muito forte, teve uma parte que estourou, aí a pilastra cedeu e corre o risco muito grande dessa pilastra cair e derrubar a ponte, por isso foi interditado, ninguém passa. Por prevenção, porque ela pode cair já que ela tá cedida".
Os moradores que tinha saído da cidade ficaram sem ter como voltar para casa. "Eu fui resolver umas coisas na Caixa em Ouricuri e deixei minha filha na creche, de seis meses a menina, e tô doida pra voltar pra casa porque não tem quem pegue ela lá. Agora eu não sei como é que eu vou fazer, porque não tem passagem. Voltar pra ouricuri eu não vou voltar. já to aqui vou ficar aqui até o dia amanhecer”.
A prefeitura de Bodocó informou que a PE-545, principal via de acesso à cidade, continua interditada. Não há previsão para que o trecho seja liberado.
O prefeito de Bodocó, Tulio Alves, decretou estado de emergência no período de 180 dias no município. Em nota, o Governo de Pernambuco, por meio da Casa Militar e da Secretaria Executiva de Defesa Civil, informou que enviou equipes para o município, junto com militares do Corpo de Bombeiros e da Polícia Militar, para prestar o apoio necessário.

G1 Petrolina, Bodocó

Postar um comentário