quarta-feira, 18 de abril de 2018

COM FANTASIAS DE 'LA CASA DE PAPEL', HOMENS SÃO DETIDOS TENTANDO INVADIR CENTRO DE TRIAGEM DE DETENTOS


ABREU E LIMA-PE-POLICIAL.
Agentes penitenciários abordaram o grupo nesta terça-feira (17), em Abreu e Lima, no Grande Recife
Homem fantasiados com roupas da série La Casa de Papel foram presos no Grande Recife
Quatro homens foram detidos nesta terça-feira (17) após invadirem o estacionamento do Centro de Observação e Triagem Professor Everardo Luna (Cotel), em Abreu e Lima, no Grande Recife, utilizando fantasias da série 'La Casa de Papel'. Com macacões vermelhos e máscaras do pintor espanhol Salvador Dalí, o grupo foi encaminhado à delegacia de Paulista, também no Grande Recife.
Segundo a Secretaria Executiva de Ressocialização, a abordagem do grupo foi feita por agentes penitenciários, que encaminharam as quatro pessoas à Polícia Civil. A escolta do grupo até a unidade foi feita pela Polícia Militar.
Quatro homens foram presos com roupas da Série La Casa de Papel foram presos no Grande Recife
 (Foto: Reprodução/WhatsApp)
Ao WhatsApp da TV Globo, foram enviadas mensagens informando que o grupo era composto por YouTubers pernambucanos que tentavam gravar uma pegadinha.
Quatro homens foram presos com roupas da Série La Casa de Papel foram presos no Grande Recife (Foto: Reprodução/WhatsApp)
Nas redes sociais, um dos integrantes do grupo postou vídeos no início da noite da segunda (16) usando um macacão vermelho e máscaras de Dalí. Em seguida, foram gravadas imagens em frente a uma agência bancária que, segundo ele, fica em Igarassu, na Região Metropolitana do Recife.
O G1 entrou em contato com as polícias Civil e Militar para confirmar se o grupo chegou a forjar uma tentativa de assalto à agência e qual o motivo da entrada dos quatro homens no Cotel e aguarda retorno das duas corporações.
Em nota, o secretário de Justiça e Direitos Humanos de Pernambuco, Pedro Eurico, recriminou a tentativa de invasão.
"É de uma irresponsabilidade inimaginável. Foi uma ação arriscada e que só não teve um final trágico graças a experiência dos nossos agentes penitenciários. Recentemente 21 pessoas morreram numa tentativa de resgate no presídio do Pará. Na ação de hoje o grupo poderia facilmente ser confundido com estes mesmos criminosos", apontou no texto.
G1 PE