quinta-feira, 26 de abril de 2018

PM AGE RÁPIDO: BANDIDO MORRE EM TROCA DE TIROS E SUSPEITO É PRESO APÓS ROUBO DE MOTO EM SÃO FERNANDO

SÃO FERNANDO-RN-POLICIAL.
Por Maurício Fernandes


Na troca de tiros, na RN 288, um deles foi baleado, socorrido para o hospital e morreu. Pouco depois, a moto foi recuperada e um suspeito preso


Tudo começou quando dois indivíduos em uma Honda/CG Titan vermelha tomaram uma moto de um vendedor caicoense (do ramo de sorvetes) que se encontrava na cidade de São Fernando. O Roubo aconteceu por volta de 9h30min da manhã desta quinta-feira dia 25.
Durante a fuga para Caicó os bandidos se depararam com uma guarnição do GTO de Jardim de Piranhas que ia de encontro aos ladrões. Houve um confronto armado, com troca de tiros, no momento em que os bandidos viram a viatura policial.
“Os policiais revidaram ação iminente e na troca de tiros um deles foi baleado e socorrido para o HRS. O confronto aconteceu na RN – 288”, confirmou o major Aderlan Bezerra, comandante da 5ª CIPM de Jardim de Piranhas.
Breno Gomes Barbosa conhecido por “Breno filho de Ciço de Lieta“, residente no Sítio Maracujá, zona Rural de Jardim de Piranhas, apesar de ter sido socorrido, não resistiu e veio a óbito durante atendimento. A arma usada por ele (um revólver Calibre 38) foi apreendida, já a moto roubada pela dupla seguiu com o segundo bandido que fugiu com início da troca de tiros.
Informações vindas de Jardim de Piranhas dão conta que “Breno de Lieta” era tido como arruaceiro envolvido em brigas e acusado de praticar roubos na cidade e região.
As diligências continuaram, a moto Honda/NXR 160 Bros ESD 2015 branca de Caicó/RN do vendedor caiocense foi recuperada pela polícia de Jardim de Piranhas.
A polícia ainda conseguiu prender um segundo suspeito envolvido no roubo. Pedro Rocha, conhecido por “Mixico” morador do bairro Nova Descoberta em Caicó, foi preso devido sua moto e celular terem sido usados no roubo da Bros. Segundo o major Aderlan, a Polícia Militar já sabe que o conduzido, que ficará a disposição da justiça, não estava em casa na hora em que ocorreu o crime em São Fernando.