quarta-feira, 16 de maio de 2018

PROFESSORES DA REDE PRIVADA DE CAMPINA GRANDE ENTRAM EM GREVE POR TEMPO INDETERMINADO


CAMPINA GRANDE-PB-EDUCAÇÃO
Segundo nota do Sintenp, a proposta dos donos de escola é desrespeitosa

Os professores da rede privada de Campina Grande vão entrar em greve por tempo indeterminado, na próxima sexta (18). Em mesa-redonda nesta terça-feira (15), os professores e os donos de escola não chegaram a um acordo e conforme a categoria já havia aprovado indicativo de greve no último sábado (12), diante do impasse a greve será deflagrada.

Segundo nota do Sintenp, a proposta dos donos de escola é desrespeitosa. “O SINEPEC demonstrou desrespeito, mediocridade e debochou dos trabalhadores da rede privada de ensino. De forma autoritária, nos minutos finais da negociação, os donos de escolas tentaram reverter as conquistas sociais do Sintenp”, destaca a nota.

De acordo com o sindicato, apesar de ter ocorrido um reajuste nas mensalidades entre 14 e 18%, as escolas ofereceram aos professores um ajuste de apenas R$0,26 por hora aula, alegando crise e inadimplência.

Para o presidente do Sindicato dos Professores do Ensino Privado do Agreste, José Roberto com ele, a primeira proposta foi de R$ 0,15 centavos e depois de 0,17 centavos. “A maioria das escolas paga R$6,80 a hora aula e a categoria pede, para o piso, uma remuneração de R$7,95. Uma diferença de R$1,15. Se conseguir esse valor ainda fica no salário mínimo. Estamos pedindo 11%”.