quinta-feira, 17 de maio de 2018

DUAS ADOLESCENTES SOFREM ESTUPRO COLETIVO NA PB, DIZ DELEGADO

SÃO SEBASTIÃO DE LAGOA DE ROÇA 

Delegado afirma que o caso ainda é investigado e nenhum suspeito foi preso.

Duas adolescentes foram estupradas na noite de segunda-feira (14), após saírem de um bar na Zona Rural de São Sebastião de Lagoa de Roça, no interior paraibano. As adolescentes, uma de 14 e outra de 16 anos, teriam saído acompanhadas por dois rapazes que conheceram na mesma noite, ainda no bar. As informações foram divulgadas nesta quarta-feira (16).

Segundo o delegado responsável pelo caso, Malon Casimiro, da delegacia de Alagoa Nova, as adolescentes saíram para beber na Zona Rural de Lagoa de Roça e após consumirem duas garrafas de aguardente, conheceram dois rapazes que também frequentavam o mesmo bar naquela noite. “Elas não lembram muita coisa, beberam muito. Mas saíram para um local que elas não conheciam”, explica.

O delegado conta que as adolescentes acreditam que foram levadas para uma casa da Zona Rural de Alagoa Nova, pois lembram apenas de uma placa que encontraram no caminho que apontava a direção para a Barragem de Camará, que fica entre as cidades de Alagoa Nova e Areia, ainda no interior do estado.

As adolescentes ainda contaram que acordaram na Zona Rural de Areia, mas não lembram muitos detalhes, pois alegam que estavam sob efeito da bebida alcoólica. Após pedirem ajuda a um morador, o Conselho Tutelar foi contactado e o caso foi para a Delegacia de Areia, mas logo encaminhado para a Delegacia de Alagoa Nova.

O delegado afirma que o caso ainda é investigado e nenhum suspeito foi preso.

Lorena Alencar - Portal Correio



O delegado conta que as adolescentes acreditam que foram levadas para uma casa da Zona Rural de Alagoa Nova, pois lembram apenas de uma placa que encontraram no caminho que apontava a direção para a Barragem de Camará, que fica entre as cidades de Alagoa Nova e Areia, ainda no interior do estado.

As adolescentes ainda contaram que acordaram na Zona Rural de Areia, mas não lembram muitos detalhes, pois alegam que estavam sob efeito da bebida alcoólica. Após pedirem ajuda a um morador, o Conselho Tutelar foi contactado e o caso foi para a Delegacia de Areia, mas logo encaminhado para a Delegacia de Alagoa Nova.

O delegado afirma que o caso ainda é investigado e nenhum suspeito foi preso.

Lorena Alencar - Portal Correio