quarta-feira, 27 de junho de 2018

CNJ ABSOLVE DESEMBARGADOR ALAGOANO ACUSADO DE VENDER LIMINARES A CARTEL

AL-GERAL.

Washington-Luiz-Damasceno-Freitas-desembagador-do-TJAL-Reproducao-FantasticoPor maioria dos votos, o Conselho Nacional de Justiça (CNJ) determinou nesta terça-feira (26) o retorno do desembargador Washington Luiz Damasceno Freitas ao exercício do cargo no Tribunal de Justiça de Alagoas (TJ-AL), após quase dois anos de seu afastamento por suspeitas de corrupção favorável ao esquema chamado de Cartel da Merenda Escolar. 
A suspensão do afastamento ocorre por consequência da absolvição do desembargador no terceiro procedimento administrativo disciplinar que motivaram a medida cautelar, em junho de 2016.
Com a exceção da presidente Cármen Lúcia e do conselheiro Luciano Frota, os demais integrantes do CNJ decidiram que não havia provas de vínculo que ligassem ao ex-presidente do TJ de Alagoas os depósitos de R$ 250 mil que antecederam decisões liminares do desembargador.