sábado, 2 de junho de 2018

HOMEM VÊ MOTO ARRASTANDO CACHORRO PELAS RUAS DE FORTALEZA E SALVA ANIMAL.


FORTALEZA-CE-destaque.
Veterinária disse que cão poderia ter perdido as patas se o atendimento tivesse demorado mais.
Um homem foi flagrado arrastando um cachorro em uma moto nesta quinta-feira (31) pelas ruas do Bairro Mondubim, em Fortaleza. O funcionário público Antônio José Machado, 53 anos, viu o cão sendo arrastado, segui o motociclista e salvou o animal.
Antônio José saía de casa, quando ouviu os grunhidos do cão, e depois viu o cão amarrado com uma coleira sendo arrastado por uma criança que era passageiro da motocicleta. O funcionário público entrou em casa, pegou o carro e seguiu o motociclista, que estava com uma criança na garupa.
CÃOZINHO
"Saí atrás deles, mas o motorista não parou. Eu cheguei bem perto da moto e gritei para ele parar, aí a criança soltou a coleira. O cachorro ficou no meio da rua, sangrando e gritando muito. Ele não conseguia nem andar", lembrou.
José levou o animal para uma clínica veterinária na capital. "As patas estavam muito machucadas, com muito sangue. Aí eu coloquei no meu carro e levei pro veterinário".
ATENDIMENTO
A veterinária Gerlene Castelo Branco, que atendeu o cachorro, disse que o animal chegou à clínica com diversos machucados nas patas e em estado de choque. Ela contou que, se o atendimento tivesse demorado mais alguns minutos, o cão poderia ter perdido as quatro patas.
"Quando ele (cachorro) chegou na clínica, não conseguia nem ficar de pé. Chegou muito assustado, em estado de choque. A pele das patas está descamada, com muitos ferimentos. Foi uma agressão, uma aberração que fizeram com o cachorro", contou.
A profissional explicou que o cão está medicado e internado na clínica. O cachorro está fazendo um tratamento à base de antibióticos e anti-inflamatórios e também com pomadas nos locais feridos.
Gerlane comentou que o funcionário público José Antônio foi "um herói", ao salvar o animal. O cachorro tem aproximadamente dois anos e é mestiço das raças chip dog e poodle.
"Não é comum a gente receber esse tipo de caso. É uma aberração. Posso dizer que ele (Antônio) é um herói, pois foi um ato heroico o que ele fez".
GOSTO POR ANIMAIS
O funcionário público comentou que gosta muito de animais, especialmente de cachorros. Ele cria um cão cadeirante há 12 anos. "Eu tenho esse cachorro que não anda só. Crio ele há muito tempo e eu mesmo fiz a cadeira de rodas para passear com ele. Tem que cuidar dos animais", afirmou.
José disse que está arcando com os custos do internamento, mas está aberto a receber ajuda e doações para o cachorro. Ele comenta, inclusive, que vai procurar uma "nova família" para o cachorro.
O homem acrescentou que irá registrar um boletim de ocorrência na polícia para investigar a agressão e tentar localizar o suspeito.
Valdir Almeida e Barbara Sena - G1 CE

Postar um comentário