segunda-feira, 27 de agosto de 2018

BOLSONARO VAI A 24% E MARINA SE ISOLA NA SEGUNDA POSIÇÃO


BR-POLITICA.
jair-bolsonaro-na-cni-04jul2018-by-sergio-lima-cni-e1530762937769-1024x576
O candidato Jair Bolsonaro (PSL) alcançou a preferência de 24% do eleitorado e lidera sozinho a disputa pela Presidência da República, caso o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT) seja impedido pela Justiça Eleitoral de ter seu nome nas urnas, conforme apontou nova pesquisa eleitoral divulgada nesta segunda-feira (27).
De acordo com o levantamento, encomendado pelo banco BTG Pactual e realizado pelo instituto FSB, se a eleição fosse hoje, a adversária de Jair Bolsonaro no segundo turno seria a candidata Marina Silva (Rede). A ex-ministra alcançou 15% das intenções de voto, deixando para trás os candidatos do PSDB, Geraldo Alckmin (9%), e do PDT, Ciro Gomes (8%). Em pesquisas anteriores , Marina, Alckmin e Ciro apareciam em empate técnico.
O levantamento também mensurou o desempenho eleitoral de Fernando Haddad (PT), que tende a ser o candidato petista à Presidência caso o Tribunal Superior Eleitoral (TSE) defira algum dos 16 pedidos de impugnação da candidatura de Lula . Nesse cenário, o ex-prefeito de São Paulo teria 5% da preferência dos eleitores na pesquisa espontânea, índice que chegaria a 18% caso Lula pedisse votos para Haddad.
O ex-prefeito, no entanto, não é o principal herdeiro dos votos de Lula caso este não possa participar das eleições. De acordo com a pesquisa divulgada hoje, dentre aqueles que declararam apoio ao ex-presidente, 17% migrariam seus votos para Marina Silva , enquanto 12% seguiria para Haddad. Bolsonaro, Alckmin e Ciro ganhariam cada um 9% dos votos do ex-presidente.