domingo, 19 de agosto de 2018

DISPUTA ELEITORAL É UM DESFILE DE NOMES INUSITADOS


PB-POLITICA.
De acordo com as candidaturas registradas no TRE e no TSE, existem nomes curiosos para todos os gostos, que vão movimentar a campanha eleitoral
Resultado de imagem para foto logo marca das eleições 2018
Até o dia 7 de outubro, quando forem às urnas para votar, os paraibanos vão se deparar com nomes estranhos de candidatos a deputado federal e a deputado estadual. De acordo com as candidaturas registradas no Tribunal Regional Eleitoral (TRE) e no Tribunal Superior Eleitoral (TSE), existem nomes curiosos para todos os gostos, que vão movimentar a campanha eleitoral.
São exemplo desse desfile de apelidos e denominações curiosas: Cidadão (PC do B), Catonho (PMN), Gobira (Rede), Dusol (Novo), Guga Moov Jampa (MDB), Pintado (PC do B), Peixe (Patriota), Môfi (Avante), Moza (PT), Nenê Corretora (PV), Rafafá (PSDB), Riata Gabão (Avante), Bugiganga (PHS), Barão (Podemos), Seu Ciço (Psol), Aratú (PHS), Tia Mila (PV), Galega do Fuska (PTC), Gás (PSL), Acessibilidade (PSD) e Pesca (PRB).
Alguns outros foram mais criativos e registraram apelidos que remetem ao futebol, a exemplo de Zico e Flamengueira. Dentre todos os candidatos, a malandragem recai sobre Alzenir Rodrigues, que registrou como nome da urna o seu próprio número para deputada federal: 1558.
Além dos apelidos curiosos, também chama a atenção as profissões: há vários policiais militares e pastores. Muitas das pessoas que se registraram com estes nomes no TRE e TSE já são velhas conhecidas das urnas eletrônicas.
Algumas dessas pessoas estão na quarta ou quinta disputa seguida, como Galega do Fuska e Seu Ciço.
Pelo menos um candidato a federal a atenção se volta para o nome e não para o apelido. Trata-se de Gullien Charles Bezerra Leite. Este é conhecido como Julian Lemos (PSL), braço direito do presidenciável Jair Bolsonaro na Paraíba.
Outra curiosidade recai sobre Netinho. O nome dele é Severino Alves Barbosa Filho. Para ser Netinho, o nome deveria ser Severino Neto. Para quem não lembra, este é Netinho de Santa Rita. Aquele que foi vice e se tornou prefeito no episódio da cassação de Reginaldo Pereira.
Os candidatos por trás dos nomes:
Catonho Braga - Rolim Francisco Antonio B. Rolim (PMN)
Cícero da Bucha - José Cícero dos Santos (PSL)
Cidadão - Erivan Pereira da Silva (PCdoB)
Dusol - Diego Erick A.de Miranda (Novo)
Gobira - Luiz Antônio L. Rangel (Rede)
Guga Moov Jampa - Ricardo da Silva Almeida (MDB)
Pintado - Josias R. de Oliveira (PCdoB)
Peixe - Luiz B. de Oliveira (Patriota)
Môfi - Emerson M. Lima (Avante)
Nenê Corretora - Valdeni Gomes de Araújo (PV)
Rafafá - Rafael Pereira Sousa (PSDB)
Bugiganga - Antônio de Sousa Soares (PHS)
Riata Gabão - Ailton Galvão da Silva (Avante)
Aratu - Telma Maria F. de Sousa (PHS)
Galega do Fuska - Maria Vitória P. Chaves (PTC)
Fonte. Correio da Paraíba