quinta-feira, 30 de agosto de 2018

JUMENTO ESTAVA SENDO AMARRADO E DEIXADO SEM ÁGUA DURANTE O DIA E SOB SOL FORTE DO SERTÃO.


PB-POLICIAL 
Na manhã dessa quarta-feira, 29, a polícia militar recebeu uma denúncia de que frequentemente, nas proximidades do SESC, no bairro do Morro, em Patos, um jumento estava sendo amarrado numa corda curta que dificulta seus movimentos e deixado durante o dia todo sob o sol abrasador de Patos, e sem água.
O sargento Patrian Júnior, presidente da Associação Patoense de Proteção aos Animais (APPA), foi ao local, perguntou quem era o dono, mas ninguém assumiu a responsabilidade pelo animal e ele solicitou a um popular que tirasse o jumento do local em que se encontrava e o colocasse debaixo de uma árvore e com acesso a água.
 Os moradores se comprometeram a cuidar do animal da forma adequada e Patrian Júnior se comprometeu a ficar passando com frequência na localidade. “A corda era tão curta que o jumento nem conseguia abaixar a cabeça. Vou ficar acompanhando, pois não é justo o que vinham fazendo com esse pobre animal”, disse o militar, conhecido por sua dedicação à causa animal, em Patos.

Folha Patoense