sexta-feira, 14 de setembro de 2018

PETISTA JAQUES WAGNER DIZ QUE APOIARIA ALCKMIN EM EVENTUAL DISPUTA COM BOLSONARO


BR-POLITICA.
Ao chegar à posse do ministro Dias Toffoli na presidência do Supremo Tribunal Federal (STF), Jaques Wagner, ex-governador da Bahia e candidato ao Senado, disse que o candidato do PT à Presidência, Fernando Haddad, “já está no segundo turno” e que é preciso um entendimento entre todas as forças políticas para evitar a eleição de Jair Bolsonaro (PSL) o que incluiria, para ele, um diálogo com o candidato Geraldo Alckmin (PSDB).
— Se você me perguntar: se houver uma hecatombe e o Fernando Haddad não for para o segundo turno, você vai votar em quem se o Bolsonaro for para o segundo turno? No outro.
Perguntado se o outro poderia ser Alckmin, Wagner respondeu:
— Claro. Acho que a gente tem que parar. Já que a História nos colocou em campos opostos, a nossa gênese é mesma, os dois nasceram depois do regime militar. E os dois eram a novidade à época.
O ex-governador também se ofereceu para conversar com Alckmin.
— Se me derem essa missão, farei com muito gosto. Esse jogo de canto de rua tem que parar.