quarta-feira, 12 de setembro de 2018

TRANSFERÊNCIA DE VOTOS DE LULA PARA HADDAD SE ESTABILIZA, APONTA IBOPE


BR-POLITICA.

O potencial de transferência de votos de Luiz Inácio Lula da Silva (PT) para Fernando Haddad (PT) se estabilizou na última semana, depois de ter aumentado consideravelmente entre os dias 20 de agosto e 5 de setembro, segundo série de pesquisas Ibope divulgadas desde o início oficial da campanha nas eleições 2018.
lulaaa-750x456 (1)
Nas últimas três pesquisas, o instituto perguntou aos entrevistados se, com Lula, condenado e preso na Lava Jato, fora da disputa e declarando apoio ao ex-prefeito de São Paulo, eles com certeza votariam, poderiam votar ou não votariam de jeito nenhum em Haddad.
A parcela que votaria “com certeza” no ex-prefeito está agora em 23%, apenas um ponto porcentual acima do resultado obtido na semana anterior.
Antes disso, havia ocorrido uma elevação de nove pontos porcentuais, de 13% para 22%, entre 20 de agosto e 5 de setembro. Os que “poderiam votar” são 15% (eram 17% há uma semana). Os porcentuais se referem ao universo total de entrevistados pelo Ibope, não apenas aos que simpatizam com Lula.
Os que não votariam em Haddad apoiado por Lula em nenhuma hipótese são a maioria absoluta do eleitorado: 54% (eram 53% no levantamento anterior). A rejeição ao ex-prefeito sobe quanto maior é a renda e a escolaridade dos entrevistados. No segmento com curso superior, é de 63%, e chega a 73% entre os que recebem mais de cinco salários mínimos. Na região Sudeste, seis em cada dez eleitores rejeitam a possibilidade de votar no petista.