quarta-feira, 3 de outubro de 2018

O STF EM GUERRA – OUTRA VEZ



BR-POLITICA.
Briga entre Ricardo Lewandowski e Luiz Fux por causa da entrevista de Lula é mais uma consequência do excesso de decisões monocráticas e do desprezo pela colegialidade
 | Fabio Rodrigues Pozzebom/Agência Brasil
Fonte. Gazeta do povo
O novo presidente do Supremo Tribunal Federal, ministro Dias Toffoli, havia colocado como um de seus objetivos à frente da corte a pacificação entre seus membros – uma coisa é ter legítimas discordâncias de opinião, e defender com firmeza seu ponto de vista; outra coisa é a hostilidade, as indiretas durante os julgamentos, ou mesmo os ataques abertos. Toffoli mal tinha conseguido costurar uma trégua entre Gilmar Mendes e Luís Roberto Barroso quando estourou uma nova rusga, desta vez entre Ricardo Lewandowski e Luiz Fux, a respeito da possibilidade de o ex-presidente e atual presidiário Lula conceder uma entrevista de dentro da cela em que cumpre pena em Curitiba.
O jornal Folha de S.Paulo havia feito a requisição ao Supremo, e na manhã de sexta-feira passada Lewandowski havia assinado liminar monocrática autorizando a entrevista e derrubando decisão da 12.ª Vara Federal em Curitiba, que havia proibido a realização de entrevistas. Poucas horas depois, Fux (que também é vice-presidente da corte e estava agindo como presidente em exercício),