quinta-feira, 1 de novembro de 2018

FECHA SE AS CORTINAS DO ESPETÁCULO, HOMEM QUE TRABALHAVA COMO PALHAÇO FOI ASSASSINADO É NA PARAÍBA



Pb-policial.

O mesmo teve seu nome artisco revelado
Ainda há questionamentos que correm a bocas miúdas por toda Campina Grande de pessoas questionando o crime praticado um homem que foi morto a facadas e com um tiro na noite da terça-feira, dia 31, em Taperoá, no Cariri paraibano. De acordo com a Polícia Civil, a vítima, que trabalhava como palhaço na cidade, foi surpreendida pelo suspeito por volta das 20h, no momento em que o mesmo caminhava por uma rua do bairro do Alto.
Ainda de acordo com a polícia, a vítima atendia pelo nome de Edvaldo Augusto Ribeiro dos Santos, de 31 anos, foi atingido por vários golpes de faca e por um disparo de arma de fogo. O mesmo foi socorrido por uma equipe do SAMU, e levado para o Hospital de Emergência e Trauma de Campina Grande, mas segundo a informou divulgada dava conta que por volta dàs 4hs desta quarta-feira, dia  31, o mesmo  não resistiu aos ferimentos e morreu.
O corpo de Edvaldo Augusto Ribeiro foi encaminhado para o Núcleo de Medicina e Odontologia Legal (Numol) de Campina Grande para os procedimentos de necropsia e liberação para sepultamento. Ainda de acordo com a Polícia Civil, as investigações inicias indicam que a vítima já havia tido discussões com o suspeito do crime. Até às 8h desta quarta, o suspeito não tinha sido identificado e seu paradeiro ainda é desconhecido.
Ainda são desconhecidas as razões reais que levaram ao fato, o que se questionam e ainda correm buchichos a respeito é o porquê, e quem matou um homem que sempre procurou levar alegrias aos demais.