quarta-feira, 7 de novembro de 2018

PARENTE REVELA DETALHES DE COMO PARAIBANA FOI ACHADA MORTA EM SP.


SP-POLICIAL.
De acordo com a fonte, corpo foi encontrado despido e com uma faca enfiada no pescoço da vítima
Foto: Reprodução/Facebook
Professora foi encontrada morta dentro de um apartamento em São Paulo

A reportagem do Portal Correio conversou, nesta terça-feira (6), com uma pessoa da família da professora Laninha, encontrada morta na noite dessa segunda-feira (5), dentro de um apartamento na cidade de São Paulo.
Segundo ela, pessoas da cidade de Santa Helena, que trabalhavam com o casal, perceberam a ausência dos dois durante toda a segunda-feira, e decidiram manter contato com o porteiro do prédio para saber o que tinha acontecido.
Após conseguirem telefonar para a portaria do prédio, os funcionários foram informados que a última vez que o casal foi visto junto foi na noite do domingo (4). “O casal chegou ao prédio na noite do domingo e os vizinhos relataram ter ouvido uma discussão entre os dois, mas como aquilo já era uma rotina, não deram muita importância”, contou.
A fonte disse também que o porteiro viu o esposo da vítima bater em dois veículos que estavam estacionados ao deixar o prédio de carro por volta das 21h30.
                            Nossa Publicidade.
Ela afirmou que o corpo da professora só foi encontrado na segunda à noite após o porteiro ir até ao apartamento e perceber que a porta do imóvel não estava fechada com a chave. “Quando o porteiro entrou no apartamento a viu totalmente despida e com uma faca enfiada no pescoço”, disse.
Traslado para a Paraíba
Segundo a fonte, a família está tentando agilizar os procedimentos burocráticos para que o corpo seja trazido para a Paraíba ainda nesta terça-feira (6).
O velório ainda não foi definido, mas o corpo deve ser sepultado no cemitério público de Santa Helena.
Alexandre Freire – Portal Correio