terça-feira, 25 de dezembro de 2018

MULHER É ENCONTRADA MORTA COM MARCAS DE AGRESSÃO APÓS FESTA DE NATAL



PB-POLICIAL.
Gizely Medeiros, de 24 anos, foi achada por parentes em cima da cama na manhã desta terça-feira.

Um mulher de 24 anos foi encontrada morta no bairro do Róger, em João Pessoa, na manhã desta terça-feira (25). A vítima foi identificada como Gizely Medeiros. Segundo a Polícia Civil, a vítima foi encontrada por familiares morta na própria cama, com muitas marcas de agressões.

A família da vítima tentou socorrê-la em um táxi, mas ela já estava morta no momento do socorro. O Samu esteve no local e constatou que a jovem havia morrido. O corpo dela ficou dentro do táxi até a chegada do Instituto de Polícia Científica e da Polícia Civil.

O delegado Diego Garcia ressaltou que apenas os exames de peritos médicos para determinar a causa da morte, porém foi descartada pela polícia a hipótese de suicídio. “Os familiares encontraram ela hoje pela manhã, ao adentrarem na casa dela. Tentaram socorrê-la e chamaram um táxi. Nesse período, o Samu veio ao local e atestou o óbito”, comentou.

A vítima estava com o namorado e com outras pessoas comemorando o Natal na noite de segunda-feira (24). Para o delegado, o namorado teria agido de forma estranha na manhã desta terça, tendo em vista que deixou o corpo da namorada na cama e saiu levando pertences dela e de outras pessoas que estavam na festa.

“O namorado dela, Lucas Ferreira, provavelmente viu que ela agonizava, não acionou ninguém da família de Gizely. Subtraiu pertences da vítima e de outras pessoas que estavam no local”, explicou.

Lucas Ferreira foi achado na casa dele, no bairro de Cruz das Armas, e conduzido à delegacia para prestar esclarecimentos na tarde desta terça-feira (25). Ele negou as agressões e a morte e confirmou que Gizely teria ingerido muita bebida alcóolica e também usado cocaína.

A vítima deixa um filho de quatro anos. A criança estava com outros parentes no momento em que o corpo de Gizely Medeiros foi encontrado. A Polícia Civil investiga o caso à espera dos laudos que vão indicar a causa da morte.

G1 PB

Nenhum comentário:

Postar um comentário

É livre o direito de pensamentos, todos nós temos o direito de expressar nossas ideias e pensamentos deste que respeitando o direito e a moral dos demais.

Lembrando que a responsabilidade dos Comentários e de quem posta.

Chagas Silva