segunda-feira, 24 de dezembro de 2018

O TSUNAMI QUE ATINGIU A INDONÉSIA NO ÚLTIMO SÁBADO (22) MATOU AO MENOS 373 PESSOAS E FERIU MAIS DE 1.400 NAS ILHAS DE JAVA E SUMATRA, DISSE UMA AUTORIDADE NESTA SEGUNDA-FEIRA (24).

por  Reuters
INTERNACIONAL-CIDADES.
"1.459 pessoas estão feridas, enquanto 128 continuam desaparecidas", disse Sutopo Purwo Nugroho, um porta-voz da agência de mitigação de desastres da Indonesia, em um comunicado.
Tsunami se deu após deslizamento de terra na Indonésia
O tsunami se deu após deslizamento de terra que acredita-se ter sido
causado pelo vulcão em erupção Anak Krakatu.

veja também
Desabrigados por conta de tsunami na Indonésia superam 5.500. Não há brasileiros entre vítimas de tsunami na Indonésia, diz Itamaraty. Indonésia: vídeo mostra show de banda arrastada por tsunami
Centenas de casas e outros prédios foram "fortemente danificados" quando as ondas gigantes surgiram quase sem aviso ao longo do estreito de Sunda na noite de sábado, disse o porta-voz da agência de mitigação de desastres, Sutopo Purwo Nugroho.
Imagens de TV mostraram os segundos em que o tsunami atingiu a praia e áreas residenciais em Pandeglang, na ilha de Java, arrastando consigo vítimas, destroços e grandes pedaços de madeira e metal.
Moradores da região costeira relataram não terem visto ou sentido nenhum sinal de alerta, como um recuo das águas ou um terremoto, antes que ondas de 2 a 3 metros de altura chegassem à costa, segundo a mídia.
Autoridades disseram que uma sirene de alerta disparou em algumas áreas.
O momento do tsunami, durante os feriados de Natal, evocou lembranças de um tsunami no Oceano Índico desencadeado por um terremoto em 26 de dezembro de 2004, que matou 226 mil pessoas em 14 países, incluindo mais de 120 mil na Indonésia.
O turista norueguês Øystein Lund Andersen estava na cidade de Anyer com sua família quando o tsunami de sábado ocorreu.
"Eu tive que correr quando a onda passou pela praia e avançou de 15 a 20 metros (para dentro da cidade). A próxima onda entrou na área do hotel onde eu estava e virou carros na estrada", disse ele no Facebook. "Consegui fugir com minha família para terrenos mais altos através de trilhas e por dentro de aldeias, onde fomos atendidos pelos moradores locais."
Áreas de evacuação
Autoridades alertaram moradores e turistas nas áreas costeiras ao redor do Estreito de Sunda para ficarem longe das praias e um aviso de maré alta deve permanecer até 25 de dezembro.
"Aqueles que evacuaram, por favor, não retornem ainda", disse Rahmat Triyono, funcionário da Agência de Meteorologia, Climatologia e Geofísica (BMKG).
O presidente Joko Widodo, que concorrerá à reeleição em abril, disse no Twitter que "ordenou a todas as agências governamentais relevantes que imediatamente adotem medidas de resposta à emergência, encontrem vítimas e cuidem dos feridos".
O vice-presidente Jusuf Kalla disse em entrevista coletiva que o número de mortos "provavelmente aumentará".
O tsunami de sábado foi o mais recente de uma série de tragédias que atingiram neste ano a Indonésia, um vasto arquipélago.
Sucessivos terremotos destruíram partes da ilha turística de Lombok, e um duplo terremoto e tsunami matou milhares de pessoas na ilha de Sulawesi. Quase 200 pessoas morreram quando um avião da Lion Air caiu no Mar de Java em outubro.
Os socorristas e ambulâncias têm encontrado dificuldades para alcançar as áreas afetadas porque algumas estradas estavam bloqueadas por detritos de casas danificadas, carros virados e árvores caídas.
A costa ocidental da província de Banten, em Java, foi a área mais atingida, disse Nugroho a repórteres em Yogyakarta. Ele disse que pelo menos 35 pessoas morreram em Lampung, no sul de Sumatra.
As ondas ainda levaram embora um palco ao ar livre onde uma banda de rock local estava se apresentando em Tanjung Lesung, na província de Banten, um popular refúgio turístico não muito longe da capital, Jacarta, matando pelo menos um músico e deixando os outros desaparecidos.
Imagens dramáticas de emissoras de TV mostraram os segundos em que o tsunami acertou o palco onde se apresentava a banda, chamada Seventeen.
As autoridades ainda tentam determinar a causa exata do desastre.

O Anak Krakatau, um vulcão ativo a meio caminho entre Java e Sumatra, tem vomitado cinzas e lava há meses. Ele entrou em erupção novamente novamente logo após as 21h de sábado e o tsunami ocorreu por volta das 21h30, de acordo com a BMKG.
O tsunami foi causado por "um deslizamento de terra submarino resultante da atividade vulcânica em Anak Krakatau" e foi exacerbado pela maré anormalmente alta por causa da lua cheia, disse Nugroho
Ben van der Pluijm, um geólogo de terremotos e professor da Universidade de Michigan, disse que o tsunami pode ter sido causado por um "colapso parcial" do Anak Krakatau.
"A instabilidade do declive de um vulcão ativo pode criar um deslizamento de rochas que movimenta um grande volume de água, criando ondas tsunami que podem ser muito poderosas. É como derrubar repentinamente um saco de areia em uma banheira cheia de água", disse ele.
Uma erupção em 1883 do Krakatau, anteriormente conhecido como Krakatoa, matou mais de 36 mil pessoas em uma série de tsunamis.
Anak Krakatau é a ilha que emergiu da área outrora ocupada por Krakatau, que foi destruída em 1883. Ela surgiu pela primeira vez em 1927 e tem crescido desde então.
Os países vizinhos Malásia e Austrália disseram que estão prontos para prestar assistência se necessário.
Copyright Thomson Reuters 2018

Nenhum comentário:

Postar um comentário

É livre o direito de pensamentos, todos nós temos o direito de expressar nossas ideias e pensamentos deste que respeitando o direito e a moral dos demais.

Lembrando que a responsabilidade dos Comentários e de quem posta.

Chagas Silva