segunda-feira, 14 de janeiro de 2019

POLICIAL MILITAR MORRE APÓS POUSO FORÇADO DE HELICÓPTERO DA PM NA BAÍA DE GUANABARA, NO RIO


RJ-POLICIAL.
Tripulantes foram encaminhados para o Hospital Central da Polícia Militar, mas um deles não resistiu; acidente será apurado pelo Centro de Investigação e Prevenção de Acidentes Aeronáuticos
Renata Okumura, Marina Dayrell e Marcio Dolzan, O Estado de S.Paulo
RIO - Morre um dos quatro tripulantes da aeronave do Grupamento Aeromóvel (GAM) da Polícia Militar do Rio de Janeiro (PMERJ) que fez um pouso forçado, por volta das 9 horas da manhã desta segunda-feira, 14, na Baía de Guanabara, nas proximidades da Ilha do Governador, na zona norte do Rio de Janeiro. A informação foi divulgada por volta das 11 horas da manhã desta segunda-feira.
Segundo a PMERJ, o sargento Felipe Marques de Queiroz, 37 anos, ficou muito tempo submerso na água e não resistiu. Os outros três ocupantes da aeronave estão sendo atendidos no Hospital Central da Polícia Militar (HCPM). Ele estava na corporação desde 2005, era casado e deixa três filhos.
As quatro vítimas, que estavam a bordo da aeronave, foram resgatadas e atendidas por equipes do Corpo de Bombeiros do Estado do Rio de Janeiro (CBMERJ). O GAM e o Corpo de Bombeiros participaram da operação de resgate.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

É livre o direito de pensamentos, todos nós temos o direito de expressar nossas ideias e pensamentos deste que respeitando o direito e a moral dos demais.

Lembrando que a responsabilidade dos Comentários e de quem posta.

Chagas Silva