terça-feira, 9 de abril de 2019

TEMPORAL DEIXA RIO EM ESTÁGIO DE CRISE, COM RISCO DE DESLIZAMENTOS


Do R--RJ
  RJ-CIDADES-Defesa Civil chegou acionar sirenes de alerta em 19 comunidades. Previsão é de que a chuva continue forte durante toda madrugada


Homem e criança atravessam rua alagada no Botafogo, zona sul do Rio de Janeiro
Um temporal que atinge o Rio de Janeiro desde o início da noite desta segunda-feira (8), causou alagamentos em vários bairros, derrubou árvores, destruiu carros em vários bairros e complicou o trânsito.

Às 20h55 a cidade entrou em estado de crise. A Defesa Civil chegou a acionar 35 sirenes em 19 comunidades, para alertar do risco de desabamentos e desmoronamentos, entretanto, até as 20h15 não havia registro de desabamentos nem de vítimas da intensa chuva.

O INMET (Instituto Nacional de Meteorologia) prevê que a chuva forte continue pela cidade ao menos até às 10h de terça-feira (9). A Prefeitura recomenda que a população somente saia de casa "em caso de extrema necessidade".

O bairro mais afetado até por volta de 20h era o Jardim Botânico, na zona sul, onde durante quatro horas choveu 155,4 milímetros, mais que o esperado em todo o mês de abril, que é 136 mm, segundo a prefeitura do Rio.

O segundo bairro onde mais choveu foi o Alto da Boa Vista, na zona norte (102,6 mm, quando a média para o mês é de 193,8 mm). Os outros bairros mais atingidos foram Copacabana, Rocinha (ambos na zona sul) e Tijuca (zona norte). Na zona norte, o rio Maracanã transbordou. Na zona sul, Botafogo e Laranjeiras registraram dezenas de alagamentos.

A ciclovia Tim Maia, na altura de São Conrado, chegou a desabar. É a terceira vez que um trecho da ciclovia, que contorna o mar cai.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

É livre o direito de pensamentos, todos nós temos o direito de expressar nossas ideias e pensamentos deste que respeitando o direito e a moral dos demais.

Lembrando que a responsabilidade dos Comentários e de quem posta.

Chagas Silva