99.5FM Currais Novos - RN

quinta-feira, 9 de julho de 2015

Cadela vitima de estupro é encontrada debilitada

Editado por Chagas Silva, DRT-1845-RN.
Juazeiro do Norte-CE-Policial.

Um fato que vem chamando a atenção das autoridades cearenses e despertando a curiosidade da população são os estupro praticados contra animais no municipio de Juazeiro do Norte.
20150701124553_capa
Vitima de crime de zoofilia
No inicio desse mês uma cadela foi encontrada no Bairro Pirajá com muita dificuldade no caminhar, moradores dos arredores da Praça do Mateu, perceberam que a mesma tinha sido vitima de estupro, os mesmo   confirmaram os casos de violência sexual praticados contra animais nas proximidades da desativada Ilha Digital. Essa cadela encontra-se debilitada e necessita de atendimento veterinário urgente. A população reclama e demonstra toda sua indignação com todo esse clima de insegurança vivida aquele setor.
A cadela não um animal de rua, a dona do animal preferiu não se identificar. Mas nos  informou que após fechar as portas de sua residência, a cadelinha foi capturada por algum elemento ainda não identificado que praticou esse crime de zoofilia. Ainda de acordo com a dona do animal, os abusos já acontecem há algum tempo. “Quando eu fecho, eles vêm e pegam a cachorrinha para fazer isso”, comentou.
A cadela apresenta lesões na vagina e necessita urgente de tratamento veterinário adequado. Além de caminhar com dificuldade, ela está abatida. A dona aguarda que alguma entidade social ajudasse na recuperação.
Na manhã desta quarta-feira (1º), a advogada Flávia Soares e a integrante da Associação de Proteção dos Animais do Cariri (APAC) Rose Rodrigues resgataram o animal. Elas levaram a cadela até uma clínica veterinária em Crato.
Assista ao video abaixo (O Video foi cedido pelo Portal Miséria)



Alguns biriteiros de plantão que passam o dia e até pernoitam na maioria das vezes ingerindo bebidas alcoólicas na Praça do Mateu afirmaram ter visto a cadela naquela situação, mas negam conhecer o autor do crime. “Nós vimos ela estuprada, mas eu não sei quem foi”, se defendeu um deles enquanto tomava um gole de cachaça.

Brasileirinho