quinta-feira, 5 de janeiro de 2017

Policial federal reage a assalto e mata suspeito em Intermares, diz polícia

Homem abordou policial durante caminhada no bairro de Intermares. Segundo polícia, houve troca de tiros e o assaltante foi baleado
                                          Foto: Walter Paparazzo/G1 
Suspeito foi baleado em troca de tiros com policial federal em Cabedelo,
na Grande João Pessoa


Um homem, de 26 anos, suspeito de realizar assaltos, morreu após ser baleado ao tentar roubar um policial federal no bairro de Intermares, em Cabedelo, na região da Grande João Pessoa, durante a manhã desta quinta-feira (5). De acordo com a Polícia Militar, o policial federal caminhava pelo bairro quando foi abordado pelo assaltante. O policial reagiu, trocou tiros com o suspeito e conseguiu atingí-lo. O suspeito não resistiu ao ferimento e morreu no local do assalto.

Com o suspeito morto, a polícia encontrou alianças de ouro, celular, carteira e relógio. Um revólver calibre 38 também estava na posse do homem e foi recolhido pela polícia. O policial federal envolvido na ocorrência relatou o caso para os policiais militares.

O assaltante morto teria feito mais vítimas que o policial federa na manhã desta quarta. O promotor Alley Escorel foi uma outra vítima que reconheceu o assaltante. Segundo ele, o suspeito realizou a abordagem com uma arma de fogo no momento em que ele fazia uma caminhada e levou sua aliança. De acordo com testemunhas, após praticar os assaltos, o suspeitou colocou a farda de uma empresa de segurança privada.

Conforme polícia, o assaltante morto estava era procurado em Campina Grande e estava escondido do bairro do Jacaré, em Cabedelo. Uma equipe do Instituto de Polícia Científica (IPC) foi acionada para realizar exames no corpo. O caso foi registrado pela Polícia Civil. O corpo foi encaminhado para a Gerência Executiva de Medicina e Odontologia Legal (Gemol), no bairro do Cristo Redentor, em João Pessoa.

G1 PB 
Nenhum texto alternativo automático disponível.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

É livre o direito de pensamentos, todos nós temos o direito de expressar nossas ideias e pensamentos deste que respeitando o direito e a moral dos demais.

Lembrando que a responsabilidade dos Comentários e de quem posta.

Chagas Silva

Postagem em destaque

FORAGIDO DA JUSTIÇA CEARENSE É PRESO APÓS ATEAR FOGO NA CASA DA EX-COMPANHEIRA EM MOSSORÓ

  RN-POILICIAL. A VTR do fiscal de Operações do 2º BPM, sob comando do sargento Saldanha, prendeu no final da tarde deste domingo 09 de ...