99.5FM Currais Novos/RN

terça-feira, 18 de dezembro de 2018

MINISTRO DIZ QUE AINDA NÃO ESTÁ DEFINIDO SE BOLSONARO DESFILARÁ EM CARRO ABERTO NA POSSE

Por Roniara Castilhos, TV Globo — BrasíliaPB-POLItiCA.
O ministro do GSI, general Sérgio Etchegoyen — Foto: Antonio Cruz/ Agência Brasil
O ministro do GSI, general Sérgio Etchegoyen — Foto: Antonio Cruz/ Agência Brasil
O ministro do Gabinete de Segurança Institucional (GSI), general Sérgio Etchegoyen, disse nesta terça-feira (18) que ainda não está definido se o presidente eleito Jair Bolsonaro fará o tradicional desfile em carro aberto durante a cerimônia de posse no próximo dia 1º de janeiro.
A declaração foi dada durante entrevista coletiva em Brasília, na qual Etchegoyen deu detalhes sobre o esquema de segurança previsto para a posse presidencial.
Geralmente, no dia da posse, o presidente eleito desfila pela Esplanada dos Ministérios no Rolls Royce presidencial. Também vão no carro o motorista, um militar, o presidente e algum familiar, em geral o marido ou a esposa. Eles acenam para a população enquanto percorrem o trajeto entre a Catedral de Brasília e o Congresso Nacional, um percurso de cerca de 1,5 quilômetro.
"Esta decisão [sobre o desfile em carro aberto] não está tomada. Ela vai ser tomada em função das circunstâncias que vão evoluindo até à tarde do dia primeiro. E da decisão do presidente", afirmou o chefe do GSI.
Segundo Etchegoyen, apesar de Bolsonaro ser o primeiro presidente a ser empossado que sofreu uma tentativa de assassinato, o que exige "cautela", o efetivo de segurança disponível para a cerimônia é "suficiente" para garantir a ordem no dia da posse.
"O que a gente pode assegurar é que a Esplanada estará absolutamente segura para o evento. [...] Nunca tivemos um presidente que tenha sofrido uma tentativa de assassinato. Isso exige de quem faz sua segurança a cautela. O presidente Bolsonaro ainda sofre restrições e exige cuidados", afirmou o general.
"A festa vai estar muito bonita e muito segura, que é o que interessa", complementou.
Etchegoyen falou ainda sobre supostas ameaças que Bolsonaro vem recebendo. De acordo com o ministro, as ameaças só deixam de ser ameaças quando são plenamente esclarecidas.
"Vamos imaginar: se ele sofreu uma ameça em julho e até hoje ela não está esclarecida, ela ainda é uma ameaça viva. Consequentemente, está no planejamento. É dessa forma que conduzimos a questão", ressaltou o ministro.
Esquema de segurança
Segundo Etchegoyen, a Esplanada dos Ministérios será fechada para público e carros a partir da 0h do dia 30 de dezembro. No dia 31, não haverá expediente nos ministérios. Ele disse que a medida foi tomada para que seja assegurada tranquilidade durante a festa.
"Para que nós possamos assegurar a todos que venham nesta festa e, obviamente, ao presidente da República e demais autoridades, todas as condições essenciais e necessárias para que tudo transcorra como esperamos e temos certeza que vai transcorrer", afirmou o ministro.
 


Nenhum comentário:

Postar um comentário

É livre o direito de pensamentos, todos nós temos o direito de expressar nossas ideias e pensamentos deste que respeitando o direito e a moral dos demais.

Lembrando que a responsabilidade dos Comentários e de quem posta.

Chagas Silva