Radio 99.5 FM Currais Novos/RN

quinta-feira, 10 de janeiro de 2019

PADRE QUEVEDO MORRE NA MADRUGADA DESTA QUARTA-FEIRA


BR-DESTAQUE.
Enterro será nesta quinta, dia 10 no Cemitério Bosque da Esperança, na capital mineira; ele teve quadro no Fantástico e ficou famoso pelo bordão "Isso non ecziste"

Foto: Reprodução/TV Globo
 
                                             Padre Quevedo morreem Belo Horizonte

Oscar Gonzalez Quevedo Bruzan, o Padre Quevedo, de 88 anos, morreu na madrugada desta quarta-feira (9) em Belo Horizonte. A assessoria de imprensa da Casa Jesuíta não divulgou a causa da morte nem o local do velório, alegando que a cerimônia será restrita a amigos e parentes. O enterro está marcado para esta quinta-feira (10), às 11h, no Cemitério Bosque da Esperança.

Padre Quevedo morava desde 2012 na residência Irmão Luciano Brandão, no Bairro Planalto, na capital mineira, onde ficam jesuítas idosos e com problemas de saúde.

Jesuíta espanhol radicado no Brasil, aparecia no Fantástico para desvendar fenômenos da natureza e desmascarar charlatões. Ficou famoso pelo bordão "Isso non ecziste".

Segundo o site Memória Globo, a ideia do quadro surgiu em agosto de 1999, quando a produção do programa decidiu colocar no ar um quadro que seguisse a linha de Mister M, sucesso de audiência naquele ano. Após negociações, Padre Quevedo aceitou o convite, dizendo que não interpretaria nenhum personagem, já que era um estudioso com a missão de “desmistificar essa mentalidade mágica que envolve os fenômenos parapsicológicos”.

O Caçador de Enigmas foi ao ar entre janeiro e maio do ano 2000, com apresentação de Cid Moreira que, diante de um fundo preto, parcialmente iluminado, apresentava o assunto do dia em clima de mistério: “esse é um caso para padre Quevedo.”

O religioso investigou casos como o de gêmeas que diziam sentir as mesmas coisas, mesmo estando separadas; expôs a farsa de uma casa mal-assombrada; interpretou gravações impostores diziam ser do além; comentou casos de premonição envolvendo a queda do Fokker da TAM.

G1 Minas


Nenhum comentário:

Postar um comentário

É livre o direito de pensamentos, todos nós temos o direito de expressar nossas ideias e pensamentos deste que respeitando o direito e a moral dos demais.

Lembrando que a responsabilidade dos Comentários e de quem posta.

Chagas Silva