99.5FM Currais Novos - RN

sexta-feira, 25 de janeiro de 2019

POLÍCIA PRENDE 10 DOS 11 VEREADORES DE AUGUSTINÓPOLIS, NO TOCANTINS

BR-POLICIAL.
Polícia investiga esquema de propina na Câmara de Augustinópolis — Foto: Lucas Ferreira/ TV Anhanguera
A Polícia Civil do Tocantins deflagrou nesta sexta-feira (25) a Operação Perfídia, e prendeu dez dos onze vereadores de Augustinópolis, pequeno município de cerca de 19 mil habitantes a 530 quilômetros da capital Palmas.
Os parlamentares estão sob suspeita de exigirem propinas em troca da aprovação de projetos. A Operação Perfídia indica que os vereadores recebiam mesada de R$ 40 mil desde o início da legislatura, em 2017.
Vereadores estão detidos na delegacia de Augustinópolis — Foto: Reprodução/TV Anhanguera
Os mandados de prisão temporária foram expedidos contra os vereadores Antônio Silva Feitosa, Edvam Neves Conceição, Ângela Maria Silva Araújo de Oliveira, Antônio Barbosa Souza, Marcos Pereira de Alencar, Ozeas Gomes Teixeira, Wagner Mariano Uchôa Lima, Maria Luísa de Jesus do Nascimento, Francinildo Lopes Soares e Antônio José Queiroz dos Santos.
Resultado de imagem para Os mandados de prisão temporária foram expedidos contra os vereadores Antônio Silva Feitosa, Edvam Neves Conceição, Angela Maria Silva Araújo de Oliveira, Antônio Barbosa Souza, Marcos Pereira de Alencar, Ozeas Gomes Teixeira, Wagner Mariano Uchôa Lima, Maria Luísa de Jesus do Nascimento, Francinildo Lopes Soares e Antônio José Queiroz dos Santos.
A Justiça decretou o afastamento de todos os dez vereadores por 180 dias. Assim, mesmo que eles sejam soltos não poderão reassumir as funções no Legislativo de Augustinópolis por seis meses. Os suplentes vão tomar posse. O presidente da Câmara, Cícero Moutinho, foi alvo de condução coercitiva. A reportagem tenta contato com a Câmara de Augustinópolise com a defesa dos vereadores. O espaço está aberto para manifestação.


Nenhum comentário: