99.5FM Currais Novos - RN

quinta-feira, 18 de abril de 2019

CRISE ENTRE PODERES OCORRE POR FALTA DIÁLOGO, DIZ CHEFE DO MP DE SP


BR-POLICA.- Gianpaolo Saio avalia que caso das investigações de ofensas contra integrantes do Supremo seria evitado com interlocução entre as autoridades
coluna do fraga
Paulo Lima, do R7
Moraes rejeito pedido feito por Raquel Dodge
O procurador-geral de Justiça de São Paulo, Gianpaolo Smanio,  disse nesta quarta-feira (17) que a crise que envolve o STF (Supremo Tribunal Federal) e a PGR (Procuradoria-Geral da República), ocorre por falta de interlocução entre os poderes.
_ Faltou diálogo entre o STF, PGR e a Polícia Federal. Entendemos que o Supremo Tribunal Federal deve ser protegido. O STF pode abrir o inquérito, de acordo com seu regimento, mas a investigação cabe ao Ministério Público e à Polícia Federal. Estamos no meio de uma crise desnecessária.
O ministro Alexandre de Moraes rejeitou nesta terça-feira (16) o pedido feito pela procuradora-geral da República, Raquel Dodge, de arquivamento do inquérito para apurar ofensas aos integrantes da Corte.
O inquérito foi aberto a pedido do presidente do STF, Antonio Dias Toffolli, que designou Moraes como relator.
Na avaliação de Raquel Dodge, a investigação aberta pelo Supremo é ilegal, pois deveria ser conduzida pelo Ministério Público Federal.
O procurador Gianpaolo Smanio, disse também que no Estado de São Paulo questões graves têm sido resolvidas de forma integrada entre a Justiça, o Ministério Público, a Assembleia Legislativa, o governo e as Polícias Civil e Militar.


Nenhum comentário: