99.5FM Currais Novos - RN

terça-feira, 28 de maio de 2019

ANAC SUSPEITA QUE AVIÃO COM GABRIEL DINIZ FAZIA TÁXI AÉREO SEM PERMISSÃO

 Fabíola Perez, do R7, com informações da Record TV

BR-BRASIL. - A Anac (Agência Nacional de Aviação Civil), responsável de normatizar e supervisionar a atividade de aviação civil no Brasil, suspendeu cautelarmente as atividades do Aeroclube de Alagoas, dona do monomotor que transportava o cantor Gabriel Diniz e caiu no início da tarde desta segunda-feira (27).

Avião que transportava Gabriel Diniz cai em região de mangue em Sergipe

Avião que transportava Gabriel Diniz cai em região de mangue em Sergipe

Divulgação/Aeroclube de Alagoas
De acordo com a agência, há suspeita de que a aeronave fabricada pela estadunidense Piper Aircraft, em 1974, de prefixo PT-KLO, estava fazendo serviços de táxi aéreo para o cantor. A atividade era proibida, já que o avião tinha autorização apenas para fazer voos de instrução.

Gabriel Diniz, o piloto Abraão Farias e o co-piloto Linaldo Xavier, morreram no acidente aéreo que aconteceu no município de Estância, no litoral sul de Sergipe. Farias e Xavier eram diretores da empresa dona do avião.

Segundo a Anac, nove aeronaves da empresa foram interditadas por causa do acidente. A agência afirma que abriu um processo administrativo para investigar as possíveis irregularidades cometidas pela empresa sobre a operação da aeronave acidentada.

A agência afirma que "além da aplicação de sanções administrativas, a Anac pode encaminhar denúncia ao Ministério Público e à Polícia para que sejam tomadas medidas no âmbito criminal".

Fabíola Perez, do R7, com informações da Record TV

Nenhum comentário: