quinta-feira, 16 de maio de 2019

CONSELHEIROS APROVAM AUMENTO E TARIFA DE ÔNIBUS EM NATAL VAI CUSTAR R$ 4 PARA PAGAMENTO EM DINHEIRO

Por Klenio Galvão, Inter TV cabugi

Votação aconteceu na manhã desta quinta-feira (16) durante encontro do Conselho Municipal de Transporte da capital. No cartão, valor da passagem sobe para R$ 3,90.
RN-ECONOMIA.-A passagem de ônibus na capital potiguar vai aumentar. Na manhã desta quinta-feira (16), o Conselho Municipal de Transporte de Natal aprovou o reajuste do valor da passagem, que vai passar de R$ 3,65 para R$ 4. E isso, se o pagamento for em dinheiro. Se o pagamento for feito com vale-transporte, ou seja, com cartão magnético, aí a passagem vai custar R$ 3,90.
 Votação foi realiza na manhã desta quinta-feira (16) — Foto: Klênyo Galvão/Inter TV Cabugi
O aumento ainda precisa ser homologado pelo prefeito Álvaro Dias. A previsão é que o decreto seja publicado na edição desta sexta-feira (17) do Diário Oficial do Município (DOM). Assim, a nova tarifa entra em vigor já a partir do domingo (19).

Participaram da votação 20 conselheiros.

Atualmente, a passagem de ônibus na capital potiguar custa R$ 3,65. Portanto, o aumento em relação ao preço atual da tarifa é de 6,7%, se considerado o pagamento em cartão, ou de 9,5%, tendo em vista o pagamento em espécie.

O último aumento da tarifa de ônibus em Natal aconteceu no dia 18 de maio de 2018, quando a passagem passou de R$ 3,35 para R$ 3,65.

Contrapartida

Rede UnilarSecretária de Mobilidade Urbana de Natal, Elequicina Maria dos Santos disse que a única contrapartida pedida pela Prefeitura de Natal ao Sindicato das Empresas de Transportes Urbanos de Natal, o Seturn, foi um micro-ônibus para uso da Secretaria Municipal de Saúde.

A secretária também afirmou que a aquisição do cartão do vale-transporte será gratuito.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

É livre o direito de pensamentos, todos nós temos o direito de expressar nossas ideias e pensamentos deste que respeitando o direito e a moral dos demais.

Lembrando que a responsabilidade dos Comentários e de quem posta.

Chagas Silva