Radio 99.5 FM Currais Novos/RN

sexta-feira, 3 de maio de 2019

MOURÃO DIZ QUE DECISÃO DE GUAIDÓ NÃO FOI A MELHOR


Líder da oposição venezuelana iniciou uma tentativa de depor o presidente da Venezuela, Nicolás Maduro, na terça-feira (30)
Reuters BRASIL por Reuters 
ONTERNACIONAL. - O vice-presidente Hamilton Mourão disse nesta quinta-feira (2) que, olhando agora, a decisão do líder da oposição venezuelana, Juan Guaidó, de iniciar uma tentativa de depor o presidente da Venezuela, Nicolás Maduro, na terça-feira (30), não foi a melhor.
Na manhã de terça, Guaidó disse ter o apoio de militares para depor maduro, mas autoridades do primeiro escalão das Forças Armadas declararam lealdade a maduro, e confrontos entre apoiadores e opositores ocorreram em várias partes do país.
Mourão criticou decisão de Guaidó
"Olha, eu não estou no sapato dele. Eu não sei quais os dados que ele tinha para tomar a decisão que ele tomou. A gente especula. Não sei se ele estava com medo de ser preso ou se alguns elementos das Forças Armadas tinham prometido determinados apoios", disse Mourão a jornalistas ao ser indagado se Guaidó teria se precipitado ao dar largada à tentativa de depor maduro.
"Olhando agora, a gente julga que não foi a melhor. É o processo que está acontecendo lá na Venezuela", acrescentou.
Mourão disse que o governo do presidente Jair Bolsonaro está aguardando os acontecimentos na Venezuela e disse que, por ora, o único plano do Brasil é garantir o abastecimento às usinas termelétricas que abastecem Roraima, já que com a crise na Venezuela o Estado, que não é ligado ao sistema brasileiro de energia elétrica, deixou de receber energia do país vizinho.


Nenhum comentário:

Postar um comentário

É livre o direito de pensamentos, todos nós temos o direito de expressar nossas ideias e pensamentos deste que respeitando o direito e a moral dos demais.

Lembrando que a responsabilidade dos Comentários e de quem posta.

Chagas Silva